Mizael Bispo é condenado a 20 anos de prisão pela morte de Mércia Nakashima

Postado por: Editor NJ \ 14 de março de 2013 \ 0 comentários

A jovem desapareceu após visitar a avó em Garulhos, na Grande São Paulo, em 23/5/2010

O ex-policial Mizael Bispo de Souza foi condenado a 20 anos de prisão pelo assassinato da advogada e ex-namorada Mércia Nakashima em 23 de maio de 2010. A sentença foi lida pelo juiz Leandro Cano nesta quinta-feira (14/3).

A culpabilidade foi considerada gravíssima pelo fato de o réu ser advogado e policial reformado. "O réu mostrou insensibilidade com a vida humana. Supera os limites do tolerável", ressaltou o magistrado.

O juiz afirmou que Mizael mentiu e tentou desviar as investigações. "Além de demonstrar frieza, não bastassem os tiros, a vítima foi jogada ainda viva em uma represa, provavelmente sem saber nadar. A morte era mais do que esperada", disse. Segundo o juiz, o desvio de caráter faz com que a pena aumentasse em mais um ano.

Mizael ouviu a leitura da sentença de olhos fechados, com as mãos unidas e voltadas para o rosto. A irmã de Mércia, Cláudia Nakashima comemorou a pena. Bastante nervosa, a mãe, Janete Nakashima, chorou.

Participaram do júri cinco mulheres e dois homens.

O crime
A advogada desapareceu após visitar a avó em Garulhos, na Grande São Paulo. Mércia foi vista pela última vez em 23/5/2010. O corpo da vítima foi encontrado em 11/6 daquele ano, dentro de uma represa em Nazaré Paulista, no interior do estado. Peritos comprovaram que Mizael esteve no local onde o crime aconteceu.

Por Aline Bravim
Fonte: www.correiobraziliense.com.br

categoria:

0 comentários

-------------------------------------------------------------------------
É um prazer receber seu comentário e ter sua participação.
Repasse a seus amigos e convide-os a opinar também.