Restaurante deve repassar gorjeta integral a seus funcionários

Postado por: Editor NJ \ 23 de março de 2013 \ 2 comentários

A juíza do Trabalho Juliana da Cunha Rodrigues, da 1ª vara de Barueri/SP, determinou que uma hamburgueria repasse a seus funcionários os valores correspondentes às gorjetas pagas por seus clientes. Os funcionários foram representados pelo Sinthoresp.

O restaurante também deverá anotar a taxa de serviço na de todos os empregados em CTPS, bem como efetuar a integração dos valores para que incidam sobre o pagamento do FGTS, das férias acrescidas de 1/3 e dos 13º salários.

A reclamada apresentou contestação alegando ilegitimidade do Sinthoresp para atuar como substituto processual dos trabalhadores neste caso. No entanto, conforme a juíza, o artigo 6º do CPC e o artigo 8º, inciso III, da CF/88 conferem legitimidade para os sindicatos atuarem na defesa dos interesses de seus associados "por meio de ações coletivas ajuizadas na Justiça do Trabalho".

Quanto à taxa de serviço, o restaurante alegou que adotava a prática de gorjeta facultativa e que não participava do rateio dos valores entre os seus funcionários. Contudo, para a juíza ficou comprovado, através dos documentos apresentados, que a cobrança era feita de forma compulsória aos clientes, mas os valores não eram repassados integralmente para os trabalhadores nem anotados em suas carteiras profissionais.

De acordo com a cláusula 16 da Convenção Coletiva de Trabalho 2011/13 do Sinthoresp, os valores cobrados a título de gorjeta devem ser integrados aos salários dos empregados. Dessa forma, a juíza também condenou a hamburgueria ao pagamento de multa normativa pelo descumprimento da Convenção Coletiva de Trabalho.

Processo: 0003833-43.2011.5.02.0201

categoria:

2 comentários:

  1. E uma vergonha tralharmos e naõ recebermos nossos direitos, cade nosso sindicato nosso ministerio do trabalho, ninguem faz nada e o pior eles sabe do que se passa e ficom de um geito como que naõ estivese acontesendo nada, todo ano o nosso sindicato recebem da nossa folla de pagamentos o valor de dois dias trabalhados e ja vem descontado naõ podemos questionar isso porque naõ sou associado imagina ser socio de sindicato desses,é tanta barbaridade que a classe garçon passa que é uma vergonha..vergonha..

    ResponderExcluir
  2. Trabalho a mais de Dez ano nesta area de garçon e todo ano é a mesma coisa, mas naõ estou de brassos cruzado por isto estou na luta por tantos cursos pois um dia irei deixar esta profissaõ, mas de cabeça erguida pois é uma profissaõ digna infelismente naõ temos a ninguem para lutar pelas classe trabalhadora, naõ recebemos domingo CEM % , naõ temoshoras Extras , naõ temos Sextas basica, Pagomos pelas Lavagem dos nossos Uniformes, naõ recebemos uma comiçaõ justa, naõ temos direitos Algum pois Ate Nosso Ponto naõ somos nos quem Nate vcs Sabiam q vergonha, Vergonha...

    ResponderExcluir

-------------------------------------------------------------------------
É um prazer receber seu comentário e ter sua participação.
Repasse a seus amigos e convide-os a opinar também.