Bola é condenado a 22 anos de prisão por homicídio duplamente qualificado

Postado por: Editor NJ \ 29 de abril de 2013 \ 0 comentários


Neste sábado (27/4), Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, acusado de ter executado a ex-modelo Eliza Samudio, foi considerado culpado pelos crimes de homicídio duplamente qualificado (com emprego de meio cruel e sem permitir a defesa da vítima) e por ocultação de cadáver. Após seis dias de trabalho, Bola foi condenado a 22 anos de reclusão, em regime fechado.

Pelo crime de homicídio, a pena foi de 19 anos de reclusão. Pela ocultação de cadáver, a pena foi de três anos de reclusão. Durante a leitura da sentença pela juíza Marixa Fabiane Lopes Rodrigues, o réu ficou de olhos fechados e chorou.

Este foi o terceiro julgamento envolvendo acusados da morte de Eliza Samudio. Em novembro de 2012, Fernanda Gomes de Castro foi condenada a dois anos em regime aberto pelo sequestro e pelo cárcere privado de Eliza. Pelo sequestro e cárcere privado de Bruno Samudio, ela foi condenada a três anos em regime aberto. Já Luiz Henrique Ferreira Romão foi condenado a 15 anos (12 anos em regime fechado pelo homicídio triplamente qualificado de Eliza e a três anos em regime aberto pelo sequestro e cárcere privado do bebê).

Em março de 2013, Bruno Fernandes das Dores de Souza e Dayanne Rodrigues do Carmo Souza foram julgados. Dayanne foi absolvida do crime de sequestro da criança. Já Bruno foi condenado a 22 anos e três meses pelo homicídio triplamente qualificado e pela ocultação do cadáver de Eliza Samudio e pelo sequestro e cárcere privado de Bruno Samudio. O goleiro deve cumprir as penas em regime inicialmente fechado.

Fonte: Última Instância

categoria:

0 comentários

-------------------------------------------------------------------------
É um prazer receber seu comentário e ter sua participação.
Repasse a seus amigos e convide-os a opinar também.