Motorista perde indenização por discutir com monitora de estacionamento

Postado por: Editor NJ \ 7 de abril de 2013 \ 0 comentários

A 4ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça reformou decisão de primeiro grau para negar indenização a um motorista que, após ser multado por rasurar cartão de estacionamento em zona urbana, entrou em discussão com monitora do sistema. Ele alegou ter sofrido abalo moral com o bate-boca travado em logradouro público e obteve, em sentença, R$ 18 mil por danos morais.

Para o TJ, contudo, o episódio representa simples incômodo do cotidiano, sem a configuração de dano moral indenizável. A discussão verbal havida, lembrou a câmara, teve por origem a vontade deliberada do motorista de questionar a multa aplicada.

“Se o apelado não concordou com o aviso de irregularidade recebido, o que é direito seu, poderia ter se valido da via administrativa para discutir a regularidade do ato perante a autoridade competente”, arrematou o desembargador José Volpato de Souza, relator da matéria. A decisão foi unânime (Ap. Cív. n. 2010023591-0).

Fonte: TJSC

categoria:

0 comentários

-------------------------------------------------------------------------
É um prazer receber seu comentário e ter sua participação.
Repasse a seus amigos e convide-os a opinar também.