MP’s brasileiros vão ao Congresso Nacional dizer não a PEC 37

Postado por: Editor NJ \ 25 de abril de 2013 \ 0 comentários


Com palavras de democracia e de não aprovação da PEC37, foi assim que promotores e procuradores do Ministério Público brasileiro e instituições apoiadoras foram ao Congresso Nacional dizer não a proposta de emenda constitucional 37, que pretende tornar privativa ás polícias civil e federal as investigações criminais.

Na ocasião, Ministério Público e órgão aliados entregaram a "Carta de Brasília", um documento com um balanço das mobilizações realizadas pelos MP's em todo o país e, ainda, de uma publicação contendo as experiências investigativas exitosas que foram conduzidas pelos promotores de Justiça.

A presidente em exercício da Conamp, Norma Angélica Cavalcanti, entregou a comissão de deputados presentes, entre eles, o deputado federal maranhense Domingos Dutra, as assinaturas coletadas nos estados durante as mobilizações da campanha Brasil Contra a Impunidade.

Ao entregar a Carta de Brasília para o presidente da câmara de deputados, Henrique Eduardo Alves, o presidente do CNPG, Oswaldo Trigueiro do Valle Filho, disse que esse é um momento histórico para a classe do Ministério Público Brasileiro e demais instituições apoiadoras, pois abre o dialogo com a casa a respeito da PEC 37. "A PEC37 tem que recuar, pois é algo negativo para a população brasileira", afirmou.

Ao receber o documento, Henrique Eduardo Alves, disse ter consciência dos deveres e direitos do parlamento e que a matéria que trata a PEC 37 não será votada na emoção e no radicalismo. "A PEC 37 está prevista para entrar em pauta somente em junho, para que haja tempo hábil para esta casa estudar a matéria e buscar encontrar a maneira mais adequada para contemplar a população. Não queremos que existam vencedores e vencidos, mas sim atender o direito de todos."

O presidente da câmara convidou a todos a participar do debate sobre a PEC que acontecerá na próxima terça-feira (30)."A discussão está emociona lizada, peço que no dia 30 todos se unam, os que são contra e os que são a favor da proposta de emenda 37 para discutir a matéria", finalizou.

Fonte: JusBrasil

categoria: ,

0 comentários

-------------------------------------------------------------------------
É um prazer receber seu comentário e ter sua participação.
Repasse a seus amigos e convide-os a opinar também.