Juiz que prendeu o Planet Hemp é afastado por receber propina de traficantes

Postado por: Editor NJ \ 24 de maio de 2013 \ 2 comentários

Segundo reportagem do Correio Braziliense – “após dez anos de processos administrativos, o Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) condenou o juiz Vilmar José Barreto Pinheiro por violação dos deveres funcionais. O magistrado foi acusado pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) de receber R$ 40 mil para conceder a liberdade a um criminoso quando exercia o cargo de titular da 1ª Vara de Entorpecentes e Contravenções Penais de Brasília. Por maioria de votos, 11 a quatro, os desembargadores que integram o Conselho Especial do Judiciário local aplicaram a pena máxima prevista a um colega: a aposentadoria compulsória. Barreto não poderá mais exercer a magistratura, mas manterá os vencimentos. A última remuneração bruta do juiz, relativa a abril, foi de R$ 28.761,43.”

Este Juiz Vilmar José Barreto Pinheiro foi aquele que em 1997 expediu o mandado de prisão dos integrantes da banda Planet Hemp por apologia às drogas em 1997 além de banir suas músicas da rádio. Na ocasião a banda passou oito dias na cadeia e levou a grande mídia o debate sobre a liberdade de expressão e os direitos dos usuários de drogas. Anos depois o episódio seria comentado pelo ministro so STF Celso de Mello no histórico julgamento que liberou a realização da Marcha da Maconha, na ocasião ele disse que a prisão foi “uma intromissão brutal na produção intelectual e artística”.

A banda Planet Hemp, comentou o afastamento do juiz em sua página oficial de facebook: “Bater no peito e levantar bandeiras contra as drogas é fácil, ainda mais com o auxílio da mídia atenta em manipular e instigar o senso comum. Desintoxique-se! E, ao falar isso, não estamos nos referindo a nenhum tipo de substância. Desintoxique a sua percepção! Preste atenção em quem realmente diz ser a voz da justiça desse país, condenando a liberdade de expressão de forma atroz e reflita se é essa a representação que você realmente aceita para si.”

Quinze anos depois de prender o Planet Hemp e muitas denuncias de corrupção e associação ao tráfico depois a máscara do hipócrita juiz Vilmar Barreto finalmente cai, mas não é um dia de comemorações, afinal a pena que seus colegas do judiciário lhe deram foi apenas uma rechonchuda aposentadoria. Tal sentença acontece no dia seguinte que o congresso nacional aprovou o absurdo e deumano projeto de Lei 7663 que aumenta a repressão à usuários e traficantes de drogas. Não existe seriedade num país que aumenta as penas de pequenos traficantes e deixa a solta um juiz corrupto como o tal Vilmar Barreto, que comprovadamente recebeu propina para soltar pelo menos um traficante. Poderíamos estar comemorando, mas é um dia triste para a democracia.

Fonte: www.semsemente.com

categoria: ,

2 comentários:

  1. NOSSA! QUE PENA PESADA, GANHAR R$ 28.761,43 SEM PRECISAR TRABALHAR. SERIA CÔMICO SE NÃO FOSSE TRÁGICO.

    ResponderExcluir
  2. bah vey isso foi uma tremenda pisada

    ResponderExcluir

-------------------------------------------------------------------------
É um prazer receber seu comentário e ter sua participação.
Repasse a seus amigos e convide-os a opinar também.