Resumir e grifar textos são técnicas de baixa utilidade, afirmam pesquisadores dos EUA

Postado por: Editor NJ \ 24 de maio de 2013 \ 6 comentários

Um estudo realizado por pesquisadores de quatro universidades dos Estados Unidos indica que resumir e grifar textos são técnicas com baixa utilidade para o aprendizado dos estudantes. Das dez práticas avaliadas pelo trabalho científico, outras três compõem a lista com pior avaliação: criação de palavras-chaves, uso de imagens para fixação de conceitos e releitura.

Fazer exercícios práticos e estudar aos poucos ao longo de todo o curso foram apontados como as melhores formas de aprendizagem por beneficiar diretamente alunos de diferentes idades e habilidades.

De acordo com a pesquisa - divulgada pelo jornal da Associação pela Ciência Psicológica do país, o resumo e as marcações nos textos como ferramentas de aprendizagem possuem benefícios limitados. A primeira técnica não é considerada tão eficiente, pois é necessário um treinamento extensivo para seu sucesso. Quanto à segunda prática, foi observado pouco aumento no desempenho dos estudantes.

O uso de perguntas elaboradas, de auto-explicação e de uma prática intercalada de estudo recebeu utilidade moderada dentro dos parâmetros da pesquisa.

Parâmetros

O trabalho avaliou os benefícios gerais levando em consideração quatro categorias de comparação: *condições de aprendizagem, características do estudante, materiais e critérios das tarefas. As 10 técnicas analisadas foram selecionadas de acordo com a facilidade de utilização e preferência dos estudantes.

categoria:

6 comentários:

  1. Primeiro foi a fala de que a decoreba não levava o aluno ao aprendizado, o que temos hoje são alunos que não sabem as tabuadas e consequentemente as operações de divisão e multiplicação. Agora vêm com mais essa!!! Esqueceram que cada aluno tem a sua forma de aprender e que deve ser respeitada. A ferramenta de destacar pontos em um texto é pra que vc dentro dele saiba qual é a idéia principal e o resumo são dos pontos mais importantes. Quando vc assiste um filme ou lê um livro e te pergunto do que ele trata vc não vai contar a história td vai fazer um resumo, obvio daquilo que achou relevante no que viu ou leu. Bom resumindo esse povo é cheio de querer inventar receitas prontas quero ver aplca-las e realmente funcionar... Vivemos em uma geração que tivemos tudo isso a decoreba, destacar pontos importantes em texto, resumos, professores austeros e rigidos e aprendemos o que tinha que ser aprendido.Hoje o que não falta são teorias de como ensinar, autores com metodos pra todos os gostos e o aprendizado mesmo que é bom cada vez mais de péssima qualidade. talvez isso funcione nos USA...talvez.

    ResponderExcluir
  2. Discordo. Grifar as partes importantes é ótimo, minutos antes da prova eu pego as minhas anotações e passo os olhos nas partes grifadas apenas para dar uma reforçada final. E resumos são ótimos para um melhor entendimento da matéria, pelo menos na minha opinião. Porém como cada um tem o seu modo de estudar não acho que exista um único jeito certo!

    ResponderExcluir
  3. Bem, primeiro que aprendizagem não deve ser para a prova e sim para a vida, creio que métodos como esses são extremamente eficazes para um aprendizado imediato, "ad hoc", para serem aplicados em uma avaliação, contudo, aprendizado, só é adquirido com leitura e releitura e, posteriormente, assimilação do conteúdo, infelizmente muitas pessoas, como eu, não têm tempo para tanto e acabam, como eu, utilizando o método mais prático: resumo e grifo.

    ResponderExcluir
  4. Voces nao estao entendendo, aqui nao estamos tratando de *OPINIAO*. Aqui estamos tratando de uma PESQUISA realizada utilizando-se um METODO CIENTIFICO.

    Entao, voces podem se debater e ir contra os dados/fatos ou complementar sua estrategia de estudo.

    - Lucas N.

    ResponderExcluir
  5. Como disseram a acima, cada pessoa tem um tipo de método que é mais eficiente para ela, essa pesquisa cientifica pode ter muito valor, mas que esses métodos até hoje se mostraram muito eficientes isso é verdade, inclusive para esses pesquisadores dessas quatro universidades americanas.

    ResponderExcluir

-------------------------------------------------------------------------
É um prazer receber seu comentário e ter sua participação.
Repasse a seus amigos e convide-os a opinar também.