Direito e cinema – 29 filmes para estudantes e profissionais do Direito

Postado por: Nação Jurídica \ 3 de junho de 2013 \ 92 comentários

Caríssimas e Caríssimos, a formação do profissional do direito exige não apenas o domínio da técnica jurídica, mas, também, sólida e ampla formação cultural. É por meio dos bons livros que ampliamos o nosso vocabulário, lapidamos a nossa escrita e expandimos os nossos horizontes. Papel semelhante cumprem os filmes, que nos transportam, por meio da linguagem cinematográfica, para diferentes realidades, culturas, situações, momentos históricos, sonhos etc.

Para aguçá-los ainda mais nessa seara apresento algumas dicas de filmes que trazem temáticas e reflexões importantes para o Direito e para a vida. Assistam de acordo com o interesse e disponibilidade de vocês. Muitas vezes a compreensão de um tema complexo é facilitada quando ele nos é apresentado por meio de outras formas de linguagem, como a cinematográfica, a poética, a fotográfica e a literária. Aliemos, portanto, lazer e formação cultural.

Bons filmes e boas leituras!
Prof. Edson Pires da Fonseca

Filmes

A FIRMA. (The Firm). Direção de Sydney Pollack. 1993. EUA. 154min. (Tema: suspense, baseado na obra homônima, de autoria de John Grisham, mostra o lado obscuro de uma grande firma de advocacia que lava dinheiro da máfia. Ela atrai jovens advogados, com altos salários, carros, casas e quando eles percebem já estão envolvidos nos negócios ilícitos. Importante discussão sobre ética na advocacia).

A REVOLUÇÃO NÃO SERÁ TELEVISIONADA. (The revolution will not be televised) Documentário. 2003. Irlanda. (Tema: Filmado e dirigido pelos irlandeses Kim Bartley e Donnacha O’Briain, apresenta sob ângulos diversos ao da grande imprensas os acontecimentos do golpe contra o governo do presidente Hugo Chávez, em abril de 2002, na Venezuela).

A SOCIEDADE DOS POETAS MORTOS. Direção de Peter Weir. 1989. EUA. 128min. (Tema: Educação. Clássico do cinema, desnuda, dentre outras coisas, o papel emancipatório ou castrador que pode ter a educação).

A VILA. Direção de M. Night Shyamalan. EUA, 2004. 108 min. (Tema: temática atual, pois mostra o papel do medo como elemento de controle social. Importante para se pensar o mundo após os atentados de 11 de setembro, bem como o discurso hegemônico da insegurança pública como justificativa para a desumanização do direito penal).

AMÉM. Direção de Costa [Konstantinos] Gavras. França/Alemanha/Romênia/EUA: [S. n.], 2002. 130min.  (Tema: o que fazer quando se sabe que se sabe? Responsabilidade. Nazismo).

ARQUITETURA DA DESTRUIÇÃO. Direção de Peter Cohen. Alemanha, 1989/1992. 121min. (Tema: é considerado um dos melhores documentários sobre o nazismo).

BICHO DE SETE CABEÇAS. Direção de Laís Bodanzky. Brasil, 2001. 80min. (Tema: baseado no livro “Canto dos Malditos”, de Austregésilo Carrano Bueno, é um símbolo da luta antimanicomial no Brasil).

CAPITALISMO. Direção de Michael Moore. EUA, 2009, 120min. (Tema: Documentário dirigido pelo polêmico cineasta americano, que mostra aspectos do capitalismo geralmente camuflados).

CIDADE DE DEUS. Direção de Fernando Meirelles. Brasil, 2002, 135min. (Tema: possibilita, entre outras riquíssimas discussões, uma abordagem sobre a questão do monismo jurídico e do pluralismo).

DOZE HOMENS E UMA SENTENÇA. Direção de Sidney Lumet. EUA, 1957. 96 min. (Tema: dentre outras coisas, importante para perceber a importância da hermenêutica jurídica, da argumentação e da persuasão).

ESTAÇÃO CARANDIRU. Direção de Hector Babenco. Brasil, 2002, 146min. (Tema: Baseado no livro do médico Dráuzio Varella, este filme retrata o cotidiano naquele que foi até recentemente, antes de ser desativado, o maior presídio do país: o Carandiru. Permite importantes reflexões acerca do sistema prisional brasileiro.

FILADÉLFIA. Direção de Jonathan Demme. EUA, 1993, 125 min. (Tema: o jovem e talentoso advogado Andrew Beckett trabalha em um tradicional escritório de advocacia da Filadélfia. No entanto, a sua brilhante carreira é interrompida por uma armação feita para fazer com que parecesse incompetente, quando, na verdade, o demitiram ao descobrir que era portador do vírus HIV, contraído em uma relação homossexual. Beckett passa a lutar incessantemente por justiça; depois de tentar outras opções, acaba contratando um polêmico advogado para processar a firma que o demitiu).

GERMINAL. Direção de Claude Berri. Estados Unidos: [S. n.], 1993. 160min. (Tema: baseado na obra homônima de ZOLA, mostra o cotidiano dos trabalhadores de uma mina de carvão e a luta contra a exploração).

HOTEL RUANDA. Direção Terry George. Ital, Afr.Sul, EUA.  2003, 117min. (Tema: Mostra a ditadura e a guerra civil em Ruanda. Conflitos tribais que mataram em cem dias quase um milhão de pessoas da etnia tutsis. Enquanto todos fechavam os olhos, a coragem de um homem fez a diferença, salvando a vida de mais de mil pessoas).

ILHA DAS FLORES. Direção de Jorge Furtado. Narração: Paulo José. Porto Alegre: [S. n.], 1989. 13min. (Tema: documentário filmado na periferia de Porto Alegre no final dos anos 80, que mostra com bastante clareza algumas das graves consequências advindas do capitalismo).

JUÍZO. Direção de Maria Augusta Ramos. Brasil, 2007, 90min. (Tema: da mesma diretora do documentário Justiça, Juízo retrata o julgamento de adolescentes em conflito com a lei).

JULGAMENTO EM NUREMBERG. Direção e produção de Stanley Kramer. Inglaterra/Alemanha: United Artists/Roxion, 1961. 187min. (Tema: possibilita uma rica discussão sobre o positivismo jurídico e as suas perigosas consequências).

JUSTIÇA. Direção de Maria Augusta Ramos. Brasil, 2004, 100min. (Tema: mostra, sob as perspectivas de seus diversos atores, o cotidiano do Poder Judiciário do Rio de Janeiro).

LARANJA MECÂNICA. Direção de Stanley Kubrick. Inglaterra: [S. n.], 1971. 138min. (Tema: clássico do cinema; permite analisar questões importantes sobre criminologia e direito penal).

MAR ADENTRO. Direção de Alejandro Amenábar. Espanha/França/Itália: 20th Century Fox, 2004. 125min. (Tema: importante discussão sobre a eutanásia, tema candente no direito contemporâneo).

O ADVOGADO DO DIABO. Direção de Taylor Hackford. Edição de Mark Warner. Alemanha/Estados Unidos: Warner Bross, 1997. 144min. (Tema: ética na advocacia).

O CASO DOS IRMÃOS NAVES. Direção de Luís Sérgio Person. Brasil, 1967. 92 min. (Tema: os irmãos Naves foram condenador por um homicídio que não cometeram. Baseado em fatos reais, retrata um dos principais casos de erro judiciário da história brasileira).

O JARDINEIRO FIEL. (The Constant Gardener). Direção de Fernando Meirelles. EUA/REINO UNIDO, 2005. 128min. (Tema: indústria farmacêutica utiliza a população pobre do Quênia como cobaia para testes de novos medicamentos).

O MERCADOR DE VENEZA. Direção de Michael Radford. EUA/Itália/Luxemburgo/Inglaterra: Sony, 2004. 130min. (Tema: baseado na obra homônima de Shakespeare, permite vários recortes interessantes, que vão desde o antissemitismo até os limites de uma decisão judicial).

O PROCESSO. Direção de Orson Welles. França/Alemanha/Itália: Continental, 1962. 119min. (Tema: baseado no livro de Franz Kafka é um marco na conexão entre direito, literatura e cinema).

RISCO DUPLO. (Double Jeopardy). Direção de  Bruce Beresford. Alemanha/Canadá/EUA: Paramount, 1999. 105min. (Tema: o marido simula o próprio assassinato para incriminar a esposa e ficar com o seguro de vida. Pode a mulher, depois que sair da prisão, matá-lo sem ser mais punida, eis que já cumpriu a pena pelo seu assassinato?).

TERRA FRIA. Direção de Niki Caro. Roteiro de Michael Seitzman, baseado em livro de Clara Bingham e Laura Leedy. Estados Unidos: Warner Bros, 2005. 126min. (Tema: discute machismo, assédio sexual e violência contra a mulher, temas, infelizmente, ainda recorrentes em nossa sociedade).       

ÚLTIMA PARADA 174. Direção de Bruno Barreto. Brasil, 2008. 110min. (Tema: conta a história de Sandro, morto pela Polícia quando sequestrou o famoso ônibus 174, no Rio de Janeiro. Mostra a história por outro ângulo, contando a história de Sandro desde o nascimento até o fatídico dia. Proporciona reflexões importantes na seara da criminologia, do combate à violência e do direito penal).

TIROS EM COLUMBINE. Direção de Michael Moore. (Neste documentário Moore retrata a questão da venda de arma nos EUA a partir do trágico massacre de estudantes em Columbine, em 1999. Discussão atual no Brasil, principalmente depois do chamado ”massacre de Realengo”).

E-mail: professoredsonfonseca@yahoo.com.br
Fonte: www.jurisciencia.com

categoria: , ,

92 comentários:

  1. Muuuuuuito bom todos esse filmes! maravilhoso site!

    ResponderExcluir
  2. Faltou A Vida de David Gale e O Poder e a Lei

    ResponderExcluir
  3. "Erin Brockovich - Uma Mulher de Talento" tbm é uma boa dica!

    ResponderExcluir
  4. O poder e a lei tambem é um otimo filme.

    ResponderExcluir
  5. E "O JÚRI", também baseado no livro The Runaway Jury, de John Grisham. :)

    ResponderExcluir
  6. O livro A Firma é muito melhor que o filme.

    O final "romântico" de Hollywood não combina com a história.

    ResponderExcluir
  7. O correto é o "Jardineiro Fiel" e não "Infiel" como está no texto.
    Excelentes indicações. Para mim o melhor é Laranja Mecânica.

    ResponderExcluir
  8. O correto é o "Jardineiro Fiel" e não "Infiel" como está no texto.
    Excelentes indicações. Para mim o melhor é Laranja Mecânica.

    ResponderExcluir
  9. Acrescento 72 horas e Um crime de mestre.

    ResponderExcluir
  10. Rosanne Medeiros3 de junho de 2013 18:56

    Acrescendo 72 horas e Um crime de mestre.

    ResponderExcluir
  11. Não seria O jardineiro fiel?

    ResponderExcluir
  12. Faltou Delação Premiada; Amistad; O advogado dos 5 crimes; Cop Land; Justiça para todos(Um dos melhores, se não for o melhor filme do gênero); As duas Faces de um Crime; Tempo de Matar.

    ResponderExcluir
  13. Codigo de conduta tbm!!!

    ResponderExcluir
  14. A onda!!! Cadê????

    ResponderExcluir
  15. Aproveito para dar uma dica: "O Homem que fazia chover" com Matt Damom novinho e Danni De Vito. Muito bom!

    ResponderExcluir
  16. "TEMPO DE MATAR" também é um ótimo filme pra galera praticar ai a hermenêutica jurídica e pra galera que também gosta muito do Direito Penal e Direito Humanos.. ASSISTAM!

    ResponderExcluir
  17. Tem também "Justa Causa", ótimo filme. Gostei das indicações do site, parabéns!

    ResponderExcluir
  18. Também tem O Leitor, muito bom!

    ResponderExcluir
  19. Tem também O Leitor, muito bom!

    ResponderExcluir
  20. Faltou, A Educação de Pequena Árvore.

    ResponderExcluir
  21. Como um colega citou acima faltou: ... And Justice for all (br: ... Justiça para todos).

    De 1979, o protagonista é um advogado interpretado pelo Al Pacino. Filme simplesmente maravilhoso que completa mais de trinta anos e é extremamente atual, retratando algumas mazelas do judiciário e a dificuldade do trabalho dos advogados. Tenho certeza que se o criador da lista assistir, entrará nela.

    ResponderExcluir
  22. Faltou um também, importante. JUSTIÇA VERMELHA, interpretado por Richard Gere.

    ResponderExcluir
  23. Indico o filme: 12 Homens e Uma Sentença (12 Angry Men)... É um filme bem antigo, mas que trás uma abordagem interessante sobre o tribunal do júri.

    ResponderExcluir
  24. Faltou " A vida de David Gale", muito bom!!!

    ResponderExcluir
  25. O único que eu assisti, foi Hotel Ruanda! Maravilhoso filme

    ResponderExcluir
  26. O único que eu lembro ter assistido foi Hotel Ruanda, há três anos atrás, muito bom o filme

    ResponderExcluir
  27. Só digo uma coisa:

    Lista um pouco tendenciosa!

    ResponderExcluir
  28. faltaram tbm...Um Crime Perfeito, Floresta de Katyn, "V" de Vingança,.....

    ResponderExcluir
  29. Faltou O Poder e a Lei, com Matthew McConaughey

    ResponderExcluir
  30. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  31. Faltou #Até as últimas conseguências# com Jhon Travolta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adorei esse filme ótima indicação

      Excluir
  32. Outra dica: A qualquer preço com Jonh Travolta, fala sobre o que um advogado é capaz por sua causa. Muito Bom

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa indicação. Fiz um relatório desse filme, como parte da avaliação de Deontologia Jurídica.

      Excluir
  33. Faltou Obrigado por fumar.

    ResponderExcluir
  34. Obrigado pelas dicas. Adicionaria "Sessão Especial de Justiça", "Z", "Sacco e Vanzetti" e "O Julgamento de Nuremberg". Pedro Vargas.

    ResponderExcluir
  35. Tenho outras dicas de filmes que já assisti: O advogado dos cinco crimes, O homem que fazia chover, Abutre, O diabo no banco dos réus, sentença de um assassino, assassinato em primeiro grau, Um crime de mestre, o crime do século, o poder e a lei, o leitor. Preparem a pipoca!

    ResponderExcluir
  36. A ira dos anjos de Sidney Sheldon também é inesquecível.

    "Jennifer Parker realiza seu sonho ao ingressar na equipe do Promotor Distrital de Manhattan, em Nova York. Sua carreira, no entanto, dura exatamente quatro horas - tempo que leva para cair em uma cilada, durante o primeiro julgamento do qual participa. Acusada de suborno, vê seus projetos irem por água abaixo: além do risco de ter a carteira de advogada cassada. Jennifer pode passar o resto de seus dias na cadeia. Assim começa a história de uma jovem bonita e inteligente e dos homens que influenciam sua vida, entre eles o íntegro Adam Warner, destinado a ser um líder de seu país, e Michael Moretti, um anjo das trevas que procura espalhar suas asas de terror sobre tudo e todos."

    Fonte: Disponível em: http://www.skoob.com.br/livro/1262-a-ira-dos-anjos. Acessado em 05/06/13.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bom. So achei o final mt forçado.

      Excluir
  37. Faltou o premiado filme com Matt Damon O HOMEM QUE FAZIA CHOVER, interpretado pelo ator no início de sua carreira, retrata o início da carreira do advogado que norteado pela ética luta contra uma grande companhia de seguro de saúde para defender o direito e a vida de seu cliente.

    ResponderExcluir
  38. Indico: A Condenação. Um filme de Tony Goldwyn com Hilary Swank.
    Baseado em uma história real.

    ResponderExcluir
  39. Belíssimas indicações.

    Sugiro principalmente: A revolução não será televisionada, Justiça e Capitalismo.

    ResponderExcluir
  40. Tmb indico "A condenação" e "um crime de mestre" ;)

    ResponderExcluir
  41. Em direito Econômico, O Desinformante com Matt Damon e o clássico Poderoso Chefão com Marlon Brando e Al Pacino.

    ResponderExcluir
  42. Você não conhece o Jack, com Al Pacino. Filme trata sobre a eutanásia. Excelente filme, baseado em fatos reais.

    ResponderExcluir
  43. Outro filme que não poderia faltar é "JOGADA DE GÊNIO" história real também.

    O processo judicial movido pelo engenheiro e professor universitário de Detroit contra a Ford pelo roubo de um invento de sua autoria nos anos 60 é relatado no filme “Jogada de Gênio”, dirigido por Marc Abraham, revelando a mentira, a chantagem e o suborno por parte do monopólio americano, e a determinação do homem que não sossegou enquanto não colocou os ladrões no banco dos réus

    ResponderExcluir
  44. Sugiro também o filme "Uma questão de honra".

    ResponderExcluir
  45. NAÇÃO JURÍDICA é militante socialista, pelo que se percebe. O filme Capitalismo, dentre outras publicações do site, deixam isso claro. Porque não indicam um filme mostrando as mazelas do socialismo? Será que seria o socialismo o modelo político perfeito?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ANônimo, qual a sua indicação?

      Excluir
    2. Você tem toda razão... Militante socialista. E como em todos eles, falta honestidade.

      Excluir
  46. O Júri - é um filme muito bom também, o professor nos recomendou para fazer um trabalho quando eu estava no 1° semestre de Direito.

    ResponderExcluir
  47. Outro ótimo filme é Acima de Qualquer suspeita com Harisson Ford

    ResponderExcluir
  48. Muito bom também e que não poderia ter ficado de fora, é: "Um crime americano". fiquei muito impressionada com esse filme, ele é baseado em fatos reais, muito forte mesmo....

    ResponderExcluir
  49. Um filme que não deveria ter ficado de fora, é :" Um crime americano", fiquei muito impressionada com esse filme, que é baseado em fatos reais. Muito forte mesmo!!!

    ResponderExcluir
  50. CRIME PERFEITO nao dxem d ver!!

    ResponderExcluir
  51. Um filme muito bom tbm, Hora de Matar!!

    ResponderExcluir
  52. Tambem indico CORAJOSOS. Muito bom!

    ResponderExcluir
  53. Condenação também éum ótimo filme!!!

    ResponderExcluir
  54. Faltou mesmo O Poder e a Lei, Código de Conduta, Os Miseráveis que nos mostra a extrema importância do Princípio do Contraditório e Ampla Defesa, este também pode ser destacado também em O Conde de Monte Cristo e em A Espera de um Milagre. Há também o filme Prenda-me se for Capaz, Tropa de Elite. Enfim, estudar Direito e assistir filme é unir o útil ao agradável! É muito bom!!

    ResponderExcluir
  55. MAIS DOIS FILMES: A ESPERA DE UM MILAGRE, COM TOM HANKS...

    O PASTOR, COM O MESMO ATOR DO FILME ACIMA, NÃO SEI O NOME, MORREU A POUCO TEMPO...

    ResponderExcluir
  56. Festim diabólico (Rope) - 1948; Mississipi em chamas (Mississipi burning) - 1988; Marighella o Filme - 2012.

    ResponderExcluir
  57. Nossa!!!! Faltaram muitos filmes.... mas, faltou mesmo foi o melhor de todos " JULGAMENTO DO DIABO" - Onde ficou na minha mente a frase: Não existe atalho para a felicidade, o que no meu ponto de vista é a pura realidade!

    Atualizem essa lista, por favor!!!!

    ResponderExcluir
  58. Recomendo: Testemunha de acusação

    ResponderExcluir
  59. Assisti TESTEMUNHA DE ACUSAÇÃO (dirigido por Billy Wilder - 1957) ontem, ótimo filme de tribunal baseado em obra de Agatha Christie, o final é impressionante.

    ResponderExcluir
  60. Tem uma Série, inspirada no filme A Firma, com o Josh Lucas, que é muito bom tbm.! Tbm se chama The Firm :)

    ResponderExcluir
  61. Faltou o filme; "Erros irreversíveis" com Tom Seleck.

    ResponderExcluir
  62. BOA NOITE, FALTOU UM EXCELENTE FILME NO ROTEIRO, É O HOMEM QUE FAZIA CHOVER. MUITO BOM JÁ ASSITI E É ÓTIMO PARA ACADEMICOS E OPERADORES DO DIREITO.

    ResponderExcluir
  63. Para estudantes e amantes do Direito, um filme/livro essencial é Crime e Castigo de Dostoiévski

    ResponderExcluir
  64. faltou "As duas faces de um crime", pra mim o melhor!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maria Clara Beltrão Lessa22 de setembro de 2013 20:29

      "As Duas Faces de um Crime" (Primal Feal) foi um dos melhores que já vi. Simplesmente formidável!

      Excluir
  65. Pra mim faltou "O Júri" e "O Homem que fazia Chover", dois filmes muito bons.

    ResponderExcluir
  66. Já vi muitos desses aí. Mas um que não está na lista e eu aconselho é: Código de Conduta.

    ResponderExcluir
  67. Krammer versus Krammer também é ótimo.

    ResponderExcluir
  68. O poder da Oração. Muito bom. História de um advogado em crise.

    ResponderExcluir
  69. Aproveito e indico o seriado: "DROPIE DEAD DIVA"
    O enredo não é muito, digamos assim, jurídico, mas conta a história de uma advogada brilhante e mostra algumas cenas maravilhosas de JÚRIS.

    ResponderExcluir
  70. As duas faces de um crime

    ResponderExcluir
  71. Muito bom! Continuem publicando , isso nos ajuda muito!
    Claro , existem muitos outros como por exemplo "Os Irmãos Naves", filme brasileiro , antigo , mas muito interessante para estudantes de Direito!

    ResponderExcluir
  72. Cadê "Questão de Honra"? http://www.youtube.com/watch?v=8N2tWoQw6WM

    ResponderExcluir
  73. sugiro " A nova Lei". Muito bom e dá para discutir bem o "iter criminis"

    ResponderExcluir
  74. Alguém poderia me indicar um filme
    sou nova em Direito.
    Obrg.

    ResponderExcluir
  75. Você Não Conhece o Jack - As discussões dos atos do médico Jack Kevorkian, também conhecido por "Dr. Morte", fazem pensar sobre a liberdade individual de optar por uma "morte digna", de interromper o sofrimento de um tratamento, ou de dar ao Estado o poder de decidir sobre isto por nós. Direitos Fundamentais, Direito Constitucional, Direito Penal e bons atores reunidos.

    ResponderExcluir

-------------------------------------------------------------------------
É um prazer receber seu comentário e ter sua participação.
Repasse a seus amigos e convide-os a opinar também.