Em Fortaleza, antes de Brasil x México, 15 mil protestam no entorno do Castelão, pedindo 'menos Copa, mais escolas'

Postado por: Editor NJ \ 19 de junho de 2013 \ 0 comentários

Foto: Nilton Fukuda/Estadão
Polícia e manifestantes entraram em confronto pouco depois do meio-dia, próximo ao estádio do Castelão. Bombas de efeito moral e balas de borracha foram lançadas pelo policiamento, formado por 300 policiais que fazem uma barreira dos dois lados da avenida, tentando impedir que a multidão se aproxime. Do lado dos manifestantes, as agressões são feitas com paus, pedras e tijolos.

A confusão é provocada por pequenos grupos de manifestantes. Eles atacam a barreira e recuam. Na sequência, outros grupos passam a atacar.

De acordo com o Cel. Cláudio Mendonça, da PM do Ceará, “a polícia vai recuar até que der”.

Pouco depois das 13h, um grupo que não fazia parte do protesto conseguiu romper a barreira de proteção da PM e a confusão aumentou. Munidos de paus, pedras e tijolos, eles passaram a atacar com violência o policiamento. De acordo com o Cel. João Batista, há oito PMs feridos. O próprio coronel foi atacado com pedras na cabeça e no braço. “Se não fosse o capacete, eu estaria bem ferido”, afirmou à reportagem do Estado.

Enquanto isso, o ônibus com a delegação brasileira já deixou o hotel e iniciou seu deslocamento ao estádio. Ele deverá passar perto do local onde ocorrem os confrontos.

A polícia estima que pelo menos 15 mil manifestantes estejam protestando na BR-116, via que dá acesso ao estádio do Castelão.

No local do jogo, os portões foram abertos com 14min de atraso, o que deixou torcedores impacientes do lado de fora.

Você pode enviar fotos do que acontece no entorno do estádio e dentro dele. Utiliza o Instagram com a hashtag #CastelaoEstadao
Fonte: blogs.estadao.com.br




categoria: ,

0 comentários

-------------------------------------------------------------------------
É um prazer receber seu comentário e ter sua participação.
Repasse a seus amigos e convide-os a opinar também.