Google não deve retirar vídeos de Edir Macedo do YouTube

Postado por: Editor NJ \ 14 de junho de 2013 \ 0 comentários

O Google não deve retirar do YouTube vídeos com imagens dos bispos Edir Macedo e Honorilton Gonçalves da Costa. O entendimento é da 34ª vara Cível do foro Central de SP, que manteve decisão que indeferiu pedido de antecipação de tutela.

De acordo com a petição inicial, os bispos ajuizaram ação de obrigação de fazer contra o Google para que a empresa retirasse os vídeos, que trazem depoimentos prestados pelos autores em audiência de instrução e julgamento em Santa Catarina.

Os autores alegavam que a postagem dos vídeos não passou de "ato covarde" objetivando apenas "promover o sensacionalismo barato". Segundo eles, inserir gravações em áudio e vídeo de audiência viola aspectos da personalidade jurídica das pessoas e desrespeito aos direitos morais.

O juiz Anderson Fabrício da Cruz, da 34ª vara Cível de SP, afirmou que "em processos públicos, a princípio, é completamente desnecessária qualquer autorização para o acesso aos autos e, em consequência, aos atos processuais como, por exemplo, as gravações das audiências".

Segundo o magistrado, o pedido de tutela antecipada não pode ser acolhido por haver prova inequívoca suficiente para convencimento da verossimilhança das alegações, fundado receio de dano de difícil reparação e não haver perigo de irreversibilidade da medida.

Processo: 0197823-56.2012.8.26.0100

categoria:

0 comentários

-------------------------------------------------------------------------
É um prazer receber seu comentário e ter sua participação.
Repasse a seus amigos e convide-os a opinar também.