Ministro do Supremo diz que manifestantes de MG podem bloquear vias públicas

Postado por: Editor NJ \ 19 de junho de 2013 \ 4 comentários

 O ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), deu autorização para manifestantes de Minas Gerais bloquearem vias de acesso ao estádio Mineirão, bem como outros locais públicos do estado. A decisão foi tomada em recurso apresentado contra liminar do desembargador Barros Levenhagem, do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, que proibia o bloqueio de vias públicas em todo o estado por protestos. A liminar foi dada na segunda-feira. Fux considerou “legítimas as manifestações populares realizadas sem vandalismo, preservado o poder de polícia estatal na repressão de eventuais abusos”.
Para Fux, a liminar do desembargador “tolhe injustificadamente o exercício do direito de reunião e de manifestação do pensamento por aqueles afetados pela ordem judicial, contrariando o quanto estabelecido pelo Supremo Tribunal Federal”. O ministro do STF ressaltou importância de se realizarem manifestações contra a corrupção e o alto custo de vida em locais públicos, para chamar a atenção dos políticos. Fux também afirmou que autoridades do governo exaltam os movimentos, desde que não haja depredação de patrimônio público e privado.

categoria: ,

4 comentários:

  1. Por gentileza, alguém poderia COLOCAR o link do STF para esta liminar HISTÓRICA??

    ResponderExcluir
  2. RESPEITANDO O DIREITO DE IR E VIR,A NOSSA TÃO SONHADA CONSTITUIÇÃO FEDERAL SENDO PELA PRIMEIRA VEZ ATIVAMENTE RESPEITADA,ASSIM PODEMOS ACREDITAR EM UM NOVO COMEÇO CERTO.USAR MAL E CONTRA O POVO SEU PRÓPRIO DINHEIRO ISSO É, ABSURDO!O JUDICIÁRIO TEM QUE SER CONSTITUCIONAL SÓ DESSE JEITO PODEMOS CONSERTAR, OU JÁ ESQUECERAM ORDEM E PROGRESSO"SE AS LEIS SÃO INCONSTITUCIONAIS O PAIS NÃO PROGRIDE,A CRIMINALIDADE AUMENTA E A INFELICIDADE FICA ESTAMPADA NA CARA DO SEU POVO.

    ResponderExcluir
  3. Também quero o link dessa liminar!! Alguém???

    ResponderExcluir
  4. encontrei o link da decisão para tal liminar citada , logo abaixo tem o link
    http://www.stf.jus.br/portal/cms/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=241654

    ResponderExcluir

-------------------------------------------------------------------------
É um prazer receber seu comentário e ter sua participação.
Repasse a seus amigos e convide-os a opinar também.