Vítima da polícia paulistana pedirá indenização ao governo estadual

Postado por: Editor NJ \ 23 de junho de 2013 \ 1 comentários

O sinal está vermelho, e a luz fria de um poste de rua ilumina a fumaça em volta de 11 policiais da Força Tática paulistana, que carregam escudos e estão em posição de ataque. No primeiro plano, a cem metros dali, três manifestantes ensaiam uma aproximação. As bandeiras do Brasil e do estado na fachada de um hotel na esquina da Consolação com Maria Antônia, em São Paulo, estão estáticas.

O fotógrafo Sérgio Silva, de 31 anos, abaixou a câmera para conferir a imagem que acabara de fazer e ajustar o tempo de abertura do obturador. Antes do segundo disparo, sentiu o impacto no olho esquerdo e uma dor lancinante.

— Pensei que era pedra, ou um pedaço da banca onde tinha me escondido. Mas logo vi que era bala de borracha da polícia — conta o rapaz, que pedirá R$ 700 mil de indenização ao estado.

Para o advogado Paulo Sérgio Fernandes, não será preciso provar quem foi o policial que fez os disparos contra o fotógrafo, nem se teve a intenção de acertá-lo.

— Precisamos mostrar apenas que alguém disparou e feriu um fotógrafo no exercício legítimo da profissão — explica o defensor de Silva, que prevê uma longa briga judicial em busca da indenização.

categoria:

Um comentário:

  1. Responsabilidade Civil objetiva do Estado, so provar a CONDUTA o DANO e o NEXO DE CAUSALIDADE.

    ResponderExcluir

-------------------------------------------------------------------------
É um prazer receber seu comentário e ter sua participação.
Repasse a seus amigos e convide-os a opinar também.