Em nota, STF nega que Barbosa tenha ido ao Rio para ver jogo do Brasil

Postado por: Editor NJ \ 6 de julho de 2013 \ 0 comentários

O STF (Supremo Tribunal Federal) emitiu um comunicado nesta sexta-feira (5/6) no qual nega que o presidente da Corte, ministro Joaquim Barbosa, tenha, utilizando recursos público, ido ao Rio de Janeiro para assistir a um jogo do Brasil enfrentou a Inglaterra na reabertura do Maracanã.

"O presidente do STF, ministro Joaquim Barbosa, não viajou para o Rio de Janeiro, no último dia 31 de maio, para assistir ao jogo do Brasil. O ministro retornou para a sua residência no Rio de Janeiro, como faz regularmente há mais de 10 anos, desde que empossado no Supremo", diz o comunicado.

Na quinta-feira (4/6), a Agência Estado afirmou que Barbosa "usou recursos da Corte para se deslocar ao Rio de Janeiro no final de semana de 2 de junho (domingo), quando assistiu ao amistoso entre Brasil e Inglaterra no estádio do Maracanã. O STF diz que a viagem foi paga com a cota que os ministros têm direito, mas não divulgou o valor pago nem qualquer regulamento sobre o uso da cota".

A íntegra do comunicado:

"Nota à Imprensa

A respeito das informações veiculadas nesta sexta-feira (05/07) sobre o pagamento de passagens aéreas para os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) cumpre esclarecer:
1 – O presidente do STF, Ministro Joaquim Barbosa, não viajou para o Rio de Janeiro, no último dia 31 de maio, para assistir ao jogo do Brasil. O Ministro retornou para a sua residência no Rio de Janeiro, como faz regularmente há mais de 10 anos, desde que empossado no Supremo;
2 – O Ministro teve seu deslocamento, em avião de carreira, pago pelo Supremo. Essa é uma prerrogativa de todos os ministros do Supremo Tribunal Federal, adotada também por outros tribunais;
3 – Decisão administrativa de 1995 regulamentou cota de passagens aéreas a ser utilizada pelos gabinetes dos Ministros de acordo com a necessidade de deslocamento de cada um deles, havendo limite para os gastos;
4 – A cota de passagens é anual e tem validade independentemente do recesso judiciário ou períodos de licença.

Secretaria de Comunicação Social do STF"

categoria: , ,

0 comentários

-------------------------------------------------------------------------
É um prazer receber seu comentário e ter sua participação.
Repasse a seus amigos e convide-os a opinar também.