CRM de Minas diz que vai orientar médicos a não socorrerem erros de cubanos

Postado por: Editor NJ \ 23 de agosto de 2013 \ 5 comentários

O presidente do Conselho Regional de Medicina de Minas Gerais (CRM-MG), João Batista Gomes Soares, declarou à imprensa nesta sexta-feira (23) que pretende denunciar os médicos cubanos por exercício ilegal da profissão. Ele chegou a dar uma declaração que gerou polêmica: "Vou orientar meus médicos a não socorrerem erros dos colegas cubanos", disse o médico ao Estado de Minas.

Ele tem noção de que sua frase repercutiu bastante, mas que não tem nenhum receio ou arrependimento da declaração: "O papel do CRM é fiscalizar a medicina, não fazer politicagem para que prefeitos sejam eleitos", disse ao UOL.

Também esclarece que sua frase serve para médicos estrangeiros em geral, e não só para os que vierem de Cuba. "Foquei nos cubanos porque serão 4.000. Eu não vou pegar um médico estrangeiro e orientá-lo. Minha obrigação é com paciente. E se o prontuário estiver com erros, por exemplo? Também não vou entrar em cirurgia com eles. Não vou ser preceptor de médicos estrangeiros".

Soares alega que o governo autorizou a atividade desses profissionais sem que eles passem pelo processo de revalidação do diploma estrangeiro e pelo exame de proficiência em língua portuguesa. Comentou, também, que se o governo insistir nas contratações, o tema se tornará caso de polícia.

O presidente do CRM de Minas também diz que sua orientação para todos os médicos mineiros é a mesma: eles não devem corrigir o que o estrangeiro fizer de errado. "Temos obrigação apenas com o paciente".

Como os primeiros médicos estrangeiros chegam hoje a várias capitais, inclusive Belo Horizonte, Soares diz que já agendou a ida de um fotógrafo para documentar a chegada do grupo.

"Os conselhos regionais de medicina do país inteiro compraram esta briga. Que venham os estrangeiros, só queremos que façam o Revalida. Se passarem ou não, problema deles", diz.

"Nós temos de obedecer a lei e isso que estão nos impondo é uma medida provisória", encerra.

Nota do CRM-MG

No final da tarde, a assessoria de imprensa do CRM-MG soltou uma nota a pedido do presidente da entidade, João Batista Gomes Soares, esclarecendo que sua declaração ao Jornal Estado de Minas "Vou orientar meus médicos a não socorrerem erros dos colegas cubanos" foi mal interpretada.

Diz a nota: "De maneira alguma os médicos devem negar atendimento a uma pessoa que necessite de cuidados médicos. Um médico, ao receber um paciente, passa a ser corresponsabilizado pelo que ocorrer com ele, ou seja, o médico deve sim prestar atendimento, mas não assumir erros de médicos sem registro ou participar de qualquer procedimento médico-cirurgico com os mesmos. Outra questão é em relação a ser tutor de um médico sem registro. Ele também pode ser responsabilizado eticamente no caso do estrangeiro sem registro cometer erro.  O CRMMG orienta aos médicos que não desempenhem essa função."

Fonte: UOL

categoria: ,

5 comentários:

  1. E os erros de médicos brasileiros, quem corrige?, fala sério! se há em qualquer momentos erros médicos independente de sua nacionalidade deve-se apurar, logo sabe-se que é uma vida que pode a vir se perder e por dor de "cotovelo" não podemos deixar nossos patriotas a mercê de erros da medicina cubana ou brasileira , não apoio essa ideia de estrangeirismo profissional para o nosso BR, logo temos bons se não ótimos profissionais, mas já que a coisa esta nesse patamar vamos pensar em quem de fato precisa de saúde e cuidados. Não é errando que se acerta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A máfia dos médicos estão em cheque! por isso que está essa dor de cotovelo! se prepara pq ainda vai dá muito rolo!

      Excluir
  2. esse João Batista Gomes Soares é um vagabundo, médico alienado, queria que a mãe dele tivesse morrendo e só tivesse um medico cubano pra salvar ela. aí eu queria ver a atitude dele, será q ele pediria ao medico deixar sua mãe morrer?

    ResponderExcluir
  3. resumindo"CORPORATIVISMO".

    ResponderExcluir

-------------------------------------------------------------------------
É um prazer receber seu comentário e ter sua participação.
Repasse a seus amigos e convide-os a opinar também.