Veja as 30 faculdades com o melhor desempenho no X Exame da OAB

Postado por: Editor NJ \ 30 de outubro de 2013 \ 12 comentários

USP de Ribeirão Preto foi a melhor e aprovou 91% dos inscritos. Exame teve uma média de 28% de aprovados.

Levantamento feito pelo G1 com base nos dados divulgados nesta terça-feira (29) pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) mostra que a faculdade de direito da Universidade de São Paulo (USP), no campus de Ribeirão Preto, teve o maior percentual de aprovados no X Exame de Ordem entre as instituições que tiveram mais de dez participantes das provas. A USP de Ribeirão aprovou 91,18% dos inscritos. Em segundo lugar ficou a Universidade Federal de Viçosa (UFV), com 90,91%, e em terceiro, a Universidade Estadual Paulista (Unesp), do campus de Franca, com 82,35%. Veja as 30 mais bem classificadas:

VEJA AS 30 FACULDADES COM MAIOR ÍNDICE DE APROVADOS NO X EXAME DA OAB (*)
Instituição Inscritos Presentes
1ª fase
Aprovados
2ª fase
% de
aprovação
1º) Universidade de São Paulo (USP) - Ribeirão Preto 35 34 31 91,18%
2º) Universidade Federal de Viçosa (UFV) 11 11 10 90,91%
3º) Universidade Estadual Paulista (Unesp) - Franca 35 34 28 82,35%
4º) Universidade Estadual de Londrina (UEL) 23 21 17 80,95%
5º) Universidade Federal do Paraná (UFPR) 140 137 110 80,29%
6º) Universidade Fed. Santa Maria (UFSM) 53 52 41 78,85%
7º) Univ. Est. Oeste do Paraná (Unoeste) - Jacarezinho 23 23 18 78,26%
8º) Universidade Estadual do Norte do Paraná (Uenp) 33 32 25 78,13%
9º) Fund. Univ. Federal do Rio Grande (Furg) - Porto Alegre 35 35 27 77,14%
10º) Univ. Est. Oeste do Paraná (Unoeste) - Foz do Iguaçu 13 13 10 76,92%
11º) Universidade de São Paulo (USP) - Direito S. Francisco 283 272 209 76,84%
12º) Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) 76 75 57 76,00%
13º) Universidade Estadual de Maringá (UEM) 133 132 100 75,76%
14º) Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) 78 78 58 74,36%
15º) Universidade Federal de Pelotas (UFPel) 86 85 63 74,12%
16º) Universidade Federal do Ceará (UFC) 114 109 80 73,39%
17º) Universidade Federal de Goiás (UFG) 64 63 46 73,02%
18º) Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) 19 18 13 72,22%
19º) Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) 80 78 56 71,79%
20º) Escola de Direito do Rio de Janeiro (FGV) 48 45 32 71,11%
21º) Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) 89 86 60 69,77%
22º) Univ. Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio) 47 44 30 68,18%
23º) Fund. Univ. Federal do Rio Grande (Furg) - Rio Grande 26 25 17 68,00%
24º) Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) 275 261 177 67,82%
25º) Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) 198 188 126 67,02%
26º) Universidade Federal Fluminense (UFF) 139 129 86 66,67%
27º) Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUCSP) 583 570 379 66,49%
28º) Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) 44 44 29 65,91%
29º) Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) 32 32 21 65,63%
30º) Universidade Federal de Uberlândia 81 80 52 65,00%
        Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern) 20 20 13 65,00%
OBS.: (*) Entre as faculdades de direito que tiveram ao menos dez bacharéis participantes da 1ª fase do Exame da OAB
Fonte: OAB

Em nota publicada no site da OAB, o coordenador nacional do exame, Leonardo Avelido Duarte, e o presidente do Conselho Federal da OAB, Marcus Vinícius Furtado Coêlho, disseram que não ficou surpreso com o resultado, já que, segundo ele, a lista de cursos de direito que mais aprovaram bacharéis no Exame de Ordem é parecida com a lista de cursos que ficaram acima da média no resultado do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) de 2012, divulgado no início de outubro.

“Há uma convergência dos números do Enade com os do Exame de Ordem”, afirmou Avelino, no comunicado. Marcus Vinícius reiterou que "as faculdades que não são bem avaliadas no Enade acabam também não tendo boa aprovação no Exame de Ordem".

O presidente da Comissão Nacional de Educação Jurídica da OAB, Eid Badr, lembrou, na noata, que o Conselho Federal da OAB trabalha junto com o Ministério da Educação em uma comissão "para estabelecer o novo marco regulatório do ensino jurídico no país”.

A décima edição do Exame de Ordem Unificado terminou em julho deste ano e teve índice de aprovação de 28,07%. Segundo a OAB, dos 120.944 inscritos que fizeram a prova, 33.954 foram aprovados e receberam o registro de advogado.

De acordo com a entidade, o resultado das instituições por área do direito deve sair até o fim do mês. Até o dia 31 também está prevista a divulgação da lista preliminar de bacharéis aprovados no XI Exame de Ordem. A prova da segunda fase foi aplicada no último dia 6.

Fonte: G1.com

categoria: ,

12 comentários:

  1. Essa pesquisa é equivocada no que concerne a UEL pois na tabela oficial aparecem 2 índices de aprovação para a mesma instituição em virtude de um erro de base de dados da OAB ao efetuar o cadastro. então os alegados 80.95% não condizem com a realidade da instituição muito menos com os parâmetros de pesquisa

    ResponderExcluir
  2. Há algum erro nesta publicação!!!

    18º) Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)

    28º) Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)

    ResponderExcluir
  3. Nao entendi as contas. 31/35 não dá esta proporção. As demais contas não batem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não bate porque a conta certa é 31/34 é porcentagem de aprovação em cima dos aprovados na primeira fase e não no total geral de inscritos.

      Excluir
  4. Informações desorganizadas e sem sentido!

    ResponderExcluir
  5. Tá faltando a UFMG..que fez 75 por cento e não está listada aí...

    ResponderExcluir
  6. Essa Tabela está parcialmente errada, e com duas faculdades repedidas!
    O que aconteceu site da Nação Jurídica?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode ser que a faculdade tenha dois campi separados com cursos de direito, aí aparecem separadas.

      Excluir
    2. Não foi isso, infelizmente. Foi uma duplicação incorreta devido a sintaxe empregada nos endereços. Vejo o exemplo da UEL que possui apenas um CAMPUS, porém está duplicada apenas porque na primeira consta como "PR445" enquanto, na segunda, consta como "PR 445", o que gerou uma nova linha na tabela causando esse erro estatístico catastrófico. Bom, basta somar ambos os resultados e fazer a conta, o problema é que isso vai invalidar totalmente a tabela editada por este site aqui. Grande confusão por um erro de sintaxe...

      Excluir
  7. erro ou nao, a verdade é que o ensino do direito no país esta na falencia, principalmente das universidades particulares.O brasil é o paìs que mais tem faculdade de direito no mundo, e isso dificulta muito ter cursos com qualidade. Ademais nao podemos achar tambem que apenas um indice de aprovação resolve todos os problemas. Com tantos formados é necessario ter mercado de trabalho para esses advogados. A abertura de vagas deveria ficar em consonancia com a necessidade do mercado de trabalho, mas bem no Brasil nao é assim, e ai vc percebe que a maioria dos formados em direito trabalham em areas que nada tem haver com a profissao. VAMOS PENSAR GALERA!!!!

    ResponderExcluir

-------------------------------------------------------------------------
É um prazer receber seu comentário e ter sua participação.
Repasse a seus amigos e convide-os a opinar também.