Catadora de latinhas dribla dificuldades e é aprovada em concurso da justiça do DF

Postado por: Editor NJ \ 5 de maio de 2014 \ 1 comentários

Ela chegou a cozinhar com fogueira de gravetos e estudou com apostilas emprestadas


A catadora de latinhas Marilene Lopes, que tem cinco filhos, conseguiu encontrar tempo para estudar e realizar um sonho: se tornar funcionária pública. Ela foi aprovada em concurso do TJDF (Tribunal de Justiça do Distrito Federal) para técnico judiciário, com salário de R$ 7 mil.   

A servidora, nos tempos difíceis, quando trabalhava como catadora, usava fogueiras feitas com gravetos para cozinhar, pois não tinha dinheiro para comprar gás. Foi nessa fase que ela começou a estudar. Em 2001, ela foi aprovada no concurso público do TJDF.  

Ela precisou pedir dinheiro a conhecidos para conseguir pagar a taxa de inscrição, que foi feita no último dia de prazo. Marilene usava uma apostila emprestada para o processo seletivo.

Aos 39 anos de idade, ela já atuou por mais de dez anos na 12ª Vara Cível e está na Controladoria há mais de um ano. Depois que se tornou funcionária pública, ela passou a ajudar os irmãos que foram aprovados em concursos. Confira o vídeo:



categoria: , ,

Um comentário:

  1. Gente! Cuidado com a discriminação aí... Quem deseja estudar visando um sucesso na vida independe de ser ou não catadora de latinhas, papelões, folhas de outono, ou qualquer outra atividade. Basta-lhe apenas força para seguir a frente de seus sonhos singulares.
    Parabéns à vencedora. Boa sorte!

    ResponderExcluir

-------------------------------------------------------------------------
É um prazer receber seu comentário e ter sua participação.
Repasse a seus amigos e convide-os a opinar também.