Polícia indicia motorista de Cristiano Araújo por duplo homicídio culposo

Postado por: Editor NJ \ 11 de setembro de 2015 \ 0 comentários

A Polícia Civil divulgou, nesta quinta-feira (10), em Goiânia, a conclusão do inquérito sobre a morte do cantor Cristiano Araújo e da namorada dele, Alana Morais. O motorista que dirigia o carro, Ronaldo Miranda, foi indiciado por duplo homicídio culposo, quando não há intenção de matar. Foram 66 dias de investigações.

Os laudos feitos pela montadora do veículo mostraram que a velocidade na hora do acidente era de 179 km/h. O permitido na rodovia é 110 km/h. Agora, saiu o resultado feito pela polícia de Goiás: excesso de velocidade, rodas cheias de solda e pneus com a calibragem errada, tudo fora da especificação exigida pela montadora. Cristiano Araújo e a namorada também viajavam sem o cinto de segurança. Foram vários os fatores que contribuíram para a morte dos dois.

“A gente acredita que apesar de ter assumido um certo risco, nessa questão, no âmago dele, ele não acreditou que isso pudesse acontecer”, explica o delegado Fabiano Jacomellis.

As rodas originais tinham sido trocadas. “Eu acredito na vaidade. Foi o preço da vaidade, porque quando eu tive acesso ao padrão da roda, a gente vê que além de ser rodas bem mais fortes, também são bonitas, mas a vaidade às vezes se sobressai”, diz a perita criminal Kárita Fortes.

O acidente aconteceu no dia 24 de junho, quando Cristiano Araújo voltava de um show no interior de Goiás. No carro, estavam a namorada, Alana, o empresário do cantor e também o motorista. Cristiano e Alana foram jogados para fora do veículo.

“Nós vimos que o habitat do veículo ficou bem preservado, então com certeza, assim como os demais ocupantes, não tiveram ferimentos graves, talvez eles não viriam a óbito, se eles tivessem usando o cinto de segurança", analisa o perito criminal José Luís do Amaral.

O motorista Ronaldo Miranda vai responder em liberdade. Se for condenado, ele pode pegar de dois a quatro anos de prisão. O advogado dele, Djalma Araújo, disse por telefone, que tem convicção que Ronaldo vai ser absolvido, porque, segundo o advogado, o motivo das mortes foi a falta do uso do cinto de segurança.

Com informações de G1

categoria: ,

0 comentários

-------------------------------------------------------------------------
É um prazer receber seu comentário e ter sua participação.
Repasse a seus amigos e convide-os a opinar também.