Ex-detento de 67 anos se forma em uma das universidades mais importantes do mundo

Postado por: Editor NJ \ 2 de dezembro de 2016 \ 1 comentários

Um homem de 67 anos tem provado ao mundo que todos merecem uma segunda chance na vida. Preso duas vezes, uma delas por homicídio, e detido outras tantas, David Norman é um ex-traficante de drogas que teve a oportunidade de mudar de rumo e celebrou na última semana sua graduação na Universidade de Columbia, em Nova York, uma das mais renomadas do mundo.

"É sempre possível perseguir seus sonhos", disse Norman ao New York Daily News.

David foi o formando mais velho da turma de Filosofia. O prazer pela leitura começou ainda na prisão, quando ele cumpria pena por homicídio. Durante os últimos seis anos que ficou encarcerado, ele participou de um programa de ressocialização de presos.

"Eu tive um momento de clareza em que era capaz de reconhecer tudo o que eu tinha feito. Naquele momento, eu estava bastante improdutivo e precisava me envolver em algumas das novas atividades e alguns novos comportamentos", disse Norman.

Em 2000, o homem deixou a prisão determinado a dedicar a segunda metade da sua vida a ajudar os mais vulneráveis. Ele atuou com dependentes químicos em recuperação em um hospital e acabou indo trabalhar em Columbia. Foi admitido como aluno em 2000 e, por ser funcionário em tempo integral, teve o prazo para conclusão de curso estendido. O diploma veio na semana passada.

"Foi uma grande sensação", disse Norman, que está sóbrio há 21 anos.

Atualmente, David Norman trabalha no setor de pesquisa de Columbia, além de ser voluntário em um projeto de ressocialização de ex-detentos. O sonho do novo filósofo agora é escrever um livro. Ele não começou a escrever ainda, mas diz que já tem uma ideia para um título: "Você não tem que esperar tanto tempo como eu fiz".

Com informações de Extra

categoria:

Um comentário:

-------------------------------------------------------------------------
É um prazer receber seu comentário e ter sua participação.
Repasse a seus amigos e convide-os a opinar também.