Auditor do TCU morre afogado durante mergulho em Brasília

Postado por: Editor NJ \ 21 de janeiro de 2017 \ 0 comentários

Um auditor do Tribunal de Contas da União (TCU) morreu afogado na manhã de sábado, no Lago Paranoá, em Brasília. O corpo de Geraldo Torres Filho, de 40 anos, foi encontrado boiando no final de manhã por um grupo de mergulhadores. A informação é do portal G1.

De acordo com o G1, Torres Filho havia mergulhado a uma profundidade de cerca de 30 metros, estava com quatro cilindros de oxigênio e material de mergulho. O auditor era casado e mergulhava desde 2003.

— Ele utilizava um equipamento que monitorava o trajeto que fez durante o mergulho e também a velocidade que ele submergiu e emergiu. Isso vai nos ajudar a entender o que pode ter acontecido — disse o delegado Rodrigo Carone, da 6ª Delegacia de Polícia de Paranoá.

O corpo dele foi avistado por mergulhadores, que avisaram o Corpo de Bombeiros. Houve tentativas de reanimá-lo, mas sem sucesso.

— Testemunhas disseram que ele subiu verticalmente muito rápido. Isso pode ter causado uma embolia pulmonar. Ele pode ainda ter tido algum problema lá embaixo, mas ainda é muito cedo para dizer qualquer coisa — explicou, ao G1, o delegado. Falha nos equipamentos é uma hipótese que será investigada.

categoria:

0 comentários

-------------------------------------------------------------------------
É um prazer receber seu comentário e ter sua participação.
Repasse a seus amigos e convide-os a opinar também.