Advogado que ficou quase 2 horas em fila bancária será indenizado no valor de R$ 17 mil

Postado por: Pedro Henrique de Oliveira Pereira \ 28 de dezembro de 2017 \ 9 comentários

A demora de quase 2 horas em fila bancária para um advogado levantar alvarás de processos que patrocinava gerou a condenação do BB ao pagamento de R$ 17 mil de danos morais.

O juiz de Direito A.G.S.F, do 2º JEC de Goiânia/GO, afirmou que o prazo excedeu ao limite do bom senso e que são "péssimos os antecedentes do reclamado, tendo sido condenado neste juízo por dezenas de vezes pelo mesmo erro".

De acordo com o autor, o advogado T.C.J, por duas vezes - uma em setembro e outra em outubro - foi à agência do banco localizada no prédio do TJ/GO e enfrentou o mesmo problema. Na primeira vez, esperou 1 horas e 45 minutos para ser atendido, e, na segunda, 1 hora e 30 minutos.

Na sentença, o magistrado destacou que a demora no atendimento bancário, por si só, não gera automático direito ao recebimento de indenização por danos morais. No caso específico, entretanto, o julgador considerou que a demora "maculou o que se entende por razoável no Estado Democrático de Direito para um serviço de primeira necessidade".
Faço aqui questão de registrar que esse tipo de reclamação tem se tornado comum entre os advogados da comarca (desde que estava em Anápolis e repetindo-se agora, em Goiânia), chegando sempre ao conhecimento deste julgador (como fato notório) que o banco reclamado presta um péssimo atendimento aos advogados no que pertine ao 'pagamento' das centenas de alvarás expedidos pelo Poder Judiciário.

Processo: 5606158.37.2014.8.09.0060

Fonte: Migalhas

categoria:

9 comentários:

  1. Como devemos nos proceder nessa situaçoes?

    ResponderExcluir
  2. Eu sou advogado e não entendo que a reclamação, por si só, não dê direito a indenização, até porque existe lei nesse sentido de limite de horas para atendimento. E também, não só advogados, mas também a maioria que ali estão tem outros compromissos e responsabilidadés a cumprir. Portanto, se o banco não tem compromisso com a sociedade, a sociedade não pode ser escrava de banco.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Juiz tem merda na cabeça? Não consigo entender porque um direito de todo cidadão, esses senhores que se acham "deuses", "resolvem" que só uma classe tem o direito de ser indenizada! Advogados tem o "fiofó" diferente?

      Excluir
  3. Lamentavelmente as leis das "filas" apenas beneficiam os órgãos de defesa ao consumidor, pois as reclamações dos consumidores a estes endereçados, geram, obviamente multas em favor do órgão, jamais em benefício do cidadão lesado.

    ResponderExcluir
  4. Será que isto será um tiro no pé? Será que isto gerará jurisprudência para exigir indenização de órgãos públicos ineficientes?

    ResponderExcluir
  5. Não entendo mesmo esta decisão. Se um Doutor chega à agência para resgatar 10 alvarás, como pode ser atendido com o mesmo tempo gasto para um outro Doutor que vai resgatar 1 alvará? Isso é ridículo! O tempo do atendimento varia de acordo com o tipo e complexidade da demanda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não foi o tempo de atendimento que gerou a indenização mas sim o tempo de demora na fila, pra ser atendido.

      Excluir
  6. É fato notório tbem a demora do judiciario em sentenciar as referidas reclamacoes e indenizacoes!!!!

    ResponderExcluir
  7. existem mais de 3OO mil processos parados nos tribunais e fóruns pelo Brasil. Sera que vão indenizar os interessados por tanta demora?

    ResponderExcluir

-------------------------------------------------------------------------
É um prazer receber seu comentário e ter sua participação.
Repasse a seus amigos e convide-os a opinar também.