Qual o perfil de quem é preso em flagrante?

Postado por: Editor NJ \ 4 de março de 2017 \ 0 comentários

Aquele que está encarcerado no Brasil provavelmente se encontra nessa condição por ter sido preso em flagrante (veja esse outro texto sobre prisão em flagrante, clicando aqui). Mas qual é o perfil de quem se encontra nessa condição?

Para responder essa pesquisa, fiz uma rápida análise no Relatório do Monitoramento das Audiências de Custódia em São Paulo, realizado pelo Instituto de Defesa ao Direito de Defesa (IDDD).

Assim, esse é o perfil das pessoas presas em flagrante e encaminhadas à audiência de custódia de São Paulo:




















































































































Dessa forma, conclui-se que esse é o perfil dos presos em flagrante em São Paulo: homens (90%), solteiros (72%), entre 18 e 24 anos (42%), pardos/negros (61%), com renda de até 2 salários mínimos (80%) e com até o 1º grau completo (76%), a maioria por crimes patrimoniais (61%) e tráfico de drogas (22%).

Percebe-se, assim, que prendemos jovens, negros, com pouco ou nenhum estudo e, consequentemente, com uma renda muito baixa, os quais são presos, em sua maioria, por crimes patrimoniais (roubo/furto) e tráfico de drogas, crimes que permitem uma rápida obtenção de “renda”.

Tudo isso nos leva a conclusão de que um dos grandes problemas da criminalidade é a desigualdade social, a qual empurra cada vez mais os jovens para o crime.

Aproveito para te convidar a acessar o meu blog, basta clicar aqui.

Gostou do texto? Recomende a leitura para outras pessoas! Basta clicar no coração que está na parte esquerda do texto.

Comente também! Mesmo se não gostou ou não concordou.

Para atingir um resultado maior e melhor, o assunto deve ser debatido e as opiniões trocadas.

Um grande abraço!

Por Pedro Magalhães Ganem
Com informações de Jusbrasil

categoria:

0 comentários

-------------------------------------------------------------------------
É um prazer receber seu comentário e ter sua participação.
Repasse a seus amigos e convide-os a opinar também.