Gilmar Mendes conta que promotores do RJ ameaçaram Eike de ser estuprado na prisão

Postado por: EditorNJ \ 20 de março de 2018 \ 0 comentários

Enquanto votava a favor de trancar ação penal contra o governador do Paraná Beto Richa, o ministro Gilmar Mendes, do STF, criticou a atuação de promotores no país.

"O que se diz é que parece que os promotores se entusiasmaram em demasia com aquilo que se chama de investigação à brasileira."

O ministro contou que, segundo advogados, procuradores do RJ teriam ameaçado o empresário Eike Batista de ser estuprado no presídio e filmado nessas condições. "Se isso é minimamente verdade é algo repugnante".

Caso Marcello Miller

Gilmar criticou a atuação do ex-procurador Marcello Miller, o qual, segundo o ministro, fazia investigações atípicas, com ameaças do tipo "não se comporte como moça virgem, querendo mostrar apenas os seios, tem que mostrar a vagina". "É a linguagem que ele usava", afirmou.

"Esse sujeito aparentemente recebeu R$ 100 mi. Os juízes que vêm da advocacia já devem ter ganho isso, nós outros não. Padrão ético Miller, que deve existir no MP. Imagina ele abrir inquérito, depois negociar e ir para a advocacia privada. Quem controla o controlador?"

Fonte: Migalhas

categoria:

0 comentários

-------------------------------------------------------------------------
É um prazer receber seu comentário e ter sua participação.
Repasse a seus amigos e convide-os a opinar também.