Ritos devem ser respeitados sem quebra de hierarquia, diz Cármen Lúcia

Postado por: EditorNJ \ 9 de julho de 2018 \ 1 comentários

A presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia, manifestou-se, por meio de nota divulgada pela assessoria de imprensa, a respeito da guerra de decisões sobre a situação do ex-presidente Lula neste domingo (8/7). Sem citar o nome do petista ou se referir diretamente ao caso, ela afirma que respostas judiciais devem ser dadas de forma rápida e sem quebra de hierarquia.

Cármen enfatizou o respeito aos ritos próprios do Judiciário como base para a manutenção e garantia da segurança jurídica. Os órgãos competentes de cada região devem, ainda segundo a presidente do Supremo, agir com rigor no cumprimento das normas vigentes.

Leia a íntegra do texto:

A Justiça é impessoal, sendo garantida a todos os brasileiros a segurança jurídica, direito de todos. O Poder Judiciário tem ritos e recursos próprios, que devem ser respeitados. A democracia brasileira é segura e os órgãos judiciários competentes de cada região devem atuar para garantir que a resposta judicial seja oferecida com rapidez e sem quebra da hierarquia, mas com rigor absoluto no cumprimento das normas vigentes".

categoria:

Um comentário:

  1. Não é nem por esse caso recente, eu e tantos outros cidadãos brasileiros, que pagamos a duras penas nossos impostos absurdos em dia, estamos enojados com essa justiça onde privilégios são para poucos, coisa que nunca deveria existir em judiciário, virou uma chacota nacional nosso supremo, não existe mais credibilidade, soltam bandidos como se fossem uma coisa normal, porém é imoral.

    ResponderExcluir

-------------------------------------------------------------------------
É um prazer receber seu comentário e ter sua participação.
Repasse a seus amigos e convide-os a opinar também.