Ministro Toffoli pede providências sobre episódio em voo com Lewandowski

Postado por: EditorNJ \ 6 de dezembro de 2018 \ 8 comentários

O ministro Dias Toffoli, presidente do STF, encaminhou ofício à procuradora-Geral da República, Raquel Dodge, e ao ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, pedindo que sejam adotadas providências quanto aos fatos ocorridos em voo com o ministro Ricardo Lewandowski.

“Solicito que sejam adotadas as providências cabíveis quanto aos fatos narrados pela Secretaria de Segurança desta Corte (em anexo) e consistentes em ofensas dirigidas ao Supremo Tribunal Federal, ocorridos, na data de ontem (04/12/2018), com o Senhor Ministro Ricardo Lewandowski, emvoo comercial que partiu de São Paulo com destino à Brasília.”

Nesta semana, o ministro Lewandowski passou por um agastamento em voo de São Paulo para Brasília. Um passageiro provocou o ministro bradando críticas ao Supremo. Após o pouso, o jovem foi levado à superintendência da PF para prestar esclarecimentos.

categoria:

8 comentários:

  1. Eles não tem nada de importante pra fazer? O passageiro representa todo povo brasileiro, esse é nosso pensamento. Que vergonha !!!

    ResponderExcluir
  2. Começou a retaliação!
    Vão querer punir o passageiro para quê?
    Ele apenas fez comentário, do sentimento de repulsa ao STF!
    É é isso que nós brasileiros pensamos!
    #stfvergonhanacional

    ResponderExcluir
  3. O passageiro expressou a indignacin com o Supremo Tribunal ,falou o quê falaríamos todos Os Brasileiros!
    O Supremo Tribunal Federal do Brasil é uma vergonha!
    Parabéns ao passageiro e uma vaia bem grande a todos vocês do Supremo incluindo você Toffoli. Podres!

    ResponderExcluir
  4. A primeira prociprovid poderia ser sua exoneração

    ResponderExcluir
  5. Engraçado, todos os poderes recebem criticas do povo brasileiro quando não desempenham seus papeis corretamente, fico aqui pasmo, um cidadão sem ter o devido conhecimento jurídico, explanar sua indignação com os acontecimentos lá no judiciário, recebe voz de prisão, nobre Magistrado o Senhor esta errado, pois queira ou não queira o senhor representa a nação brasileira e não pode sair por ai cometendo esse "Abuso de Poder", tirando a liberdade de um ser, lembre-se o senhor é um "Funcionário Público" não DEUS e se realmente não quer ouvir criticas temos 2 opções ou (larga a carreira pública) ou (trabalha por conta, seja autônomo), muito OBRIGADO|, guardião da CF/88.

    ResponderExcluir
  6. Vergonha, vergonha, vergonha....essa é a minha expressão de indignação, contra alguns chamados ministro do STF, GILMAR MENDES, LEWANDOWSKI, e outros, mas esses dois são os que mais envergonham o país, o Lewandowski, teria que estar preso ou banido do país, ficou claramente explicito que ele presta serviços ao PT do LULA, quando preferiu rasgar a nossa constituição e desmoralizar nossa soberania por ocasião do impeachment da Dilma a deixando com todos os privilégios e mordomias e, quando da decisão de manter o Lula preso, no mesmo ato ele insuflou a todos independentemente que fosse advogados do Lula, entrarem com liminares e recursos, contribuindo ainda mais para a desmoralização da nossas justiça, que já havia definido a prisão!

    ResponderExcluir

-------------------------------------------------------------------------
É um prazer receber seu comentário e ter sua participação.
Repasse a seus amigos e convide-os a opinar também.