Os novos paradigmas para quem deseja atuar na área de Família e Sucessões - Por Ana Grazielli Souza Santos

Postado por: EditorNJ \ 9 de março de 2019 \ 1 comentários

Por Ana Grazielli Souza Santos

Atuar na área de família e sucessões requer uma sensibilidade a mais do que profissional.

Quando uma família procura um advogado para resolver algum problema deseja que o profissional ultrapasse seus aprendizados jurídicos e que as vezes passe a ser um pouco de psicólogo.

Ocorre que alguns casos acaba envolvendo muitas brigas, o que cabe ao profissional manter o equilíbrio e sempre buscar a conciliação, afinal estamos lidando com VIDAS, SENTIMENTOS, perda de entes queridos e com até mesmo a restituição de laços familiares.

Para atuar na área de família e sucessões é necessário estar atento também aos fatos que não estão, necessariamente, nos autos do processo, mas sim com a mudança que a nossa sociedade vive e que repercute na área de família e sucessões.

Por este motivo resolvi listar algumas dicas para os estudantes de direito e advogados que desejam atuar na área de família e sucessões:

I- Valorização Profissional

É importante que você ande SEMPRE com seus cartõezinhos de visita em mãos e se apresente como um advogado (a) de família e sucessões.

Por isso a importância da escolha da área de atuação, pois quando você se apresenta como um advogado da área, os seus clientes sentem mais confiança e se sentem confortável ao procurar o/a especialista na área.

II- Aprendizado com os Erros e Acertos

Acompanhem o máximo de audiências e novidades sobre os assuntos da área de família e sucessões possíveis, pois assim é possível aprender com os erros e acertos de outros profissionais, ou seja, você já pode analisar o que deve fazer de diferente na sua advocacia.

III- Estudo Diário

Estudem TODOS OS DIAS, tire 01 hora do seu dia para se dedicar às novidades, decisões, novas jurisprudências que surgem no direito de família.

O direito vem acompanhando as inovações da sociedade, portanto você precisa estar atento, afinal isso pode ser um problema futuro de seu cliente.

Não se esqueçam de sempre ter um lencinho em mãos, viu? Afinal, sempre surgirá algum caso que mexerá com as suas emoções, às vezes o choro é inevitável.

Também não se assuste, o seu cliente irá aparecer final de semana ou ligar em horários inadequados para desabafar ou informar que algo urgente aconteceu e neste momento você deve estar preparado para acalmar o seu cliente.

Apesar de algumas dificuldades que existem no direito de família e sucessões (como ocorrem em todas as áreas do direito), acredite é uma área apaixonante.

IV- Possibilidade de mediação e conciliação

Na atual conjuntura do direito de família é impossível não pensar em formas alternativas de solução de conflitos, o advogado hoje não pode ser apenas um representante do cliente no judiciário, ele deve também pensar e se aperfeiçoar em formas alternativas de solução de conflitos, visto que a demanda no judiciário muitas vezes demora para que seja solucionada.

Na conciliação uma terceira pessoa facilita a conversa podendo até mesmo sugerir opções de solução do conflito, já na mediação uma terceira pessoa facilita a conversa entre os envolvidos para que eles decidam o que for melhor.

Por este motivo se faz necessário que o advogado possa compreender a melhor solução para o seu cliente, principalmente por estar lidando com vida e com a perda de entes queridos dos seus clientes.

Autora: Ana Grazielli Souza Santos

categoria:

Um comentário:

  1. A Dra. Ana Grazielli arrasa sempre. Dedicação e paixão pelo que faz. Esse artigo é de grande valia para os advogados iniciantes.

    ResponderExcluir

-------------------------------------------------------------------------
É um prazer receber seu comentário e ter sua participação.
Repasse a seus amigos e convide-os a opinar também.