Como se preparar para o mercado jurídico em 2019?

Postado por: EditorNJ \ 8 de janeiro de 2019 \ 0 comentários

O que podemos esperar do mercado jurídico neste ano?

Bom, se podemos esperar algo eu não sei, mas sei que além de criar expectativas, podemos traçar objetivos e planejar nossas ações para um ano profissional mais proveitoso.

De uns anos pra cá, algumas mudanças impactaram diretamente na advocacia. A onda tec trouxe inovações, como a utilização da IA (Inteligência Artificial) e o aprendizado de máquina no Supremo Tribunal Federal, através do Victor, que visa analisar recursos extraordinários que sobem para o STF. Mas, como toda tecnologia, dividiu opiniões.


No primeiro momento, é importante entender que avanços tecnológicos independem de opiniões, e que inevitavelmente estarão cada vez mais presentes na advocacia, essa que ainda é uma das áreas mais conservadoras.


Sobre isso, a dica que dou é: adapte-se ao que já veio, e ao que ainda está por vir!


A utilização de Softwares Jurídicos

Se ainda não utiliza, provavelmente já ouviu falar. Tornaram-se obrigatórios pela forma de otimização do tempo e do controle das atividades rotineiras de escritórios e advogados autônomos. Sendo mais uma aplicação da tecnologia, tem crescido muito nos últimos anos.

Além disso, a Jurimetria está chegando com tudo na advocacia contemporânea. (Já falei dela aqui). Segundo a ABJ (Associação Brasileira de Jurimetria), trata-se da “disciplina resultante da aplicação de modelos estatísticos na compreensão dos processos e fatos jurídicos.” Ou seja, com a utilização da estatística na identificação de padrões, é possível apresentar ao advogado dados que o ajudam a encontrar soluções para o caso em questão. Hoje, há alguns softwares que oferecem essa inovação ao advogado, mas na prática, o assunto ainda está em análise e ainda não tomou a proporção que merece. Creio que em um futuro bem próximo.


Marketing Jurídico

Nessa altura do campeonato, você com certeza já sabe a importância do marketing na advocacia, mas essa é uma tecla que precisa ser batida. Não falo daquele marketing tradicional, e sim o marketing digital. Invista em formas de atrair seu cliente, de uma forma limpa e agregativa. A produção de conteúdo jurídico tem sido o meio mais utilizado por jovens advogados para atração de possíveis clientes.


Mas, como há muitos produtores de conteúdo jurídico por aí, é importante entender que apenas escrever não basta. Para se destacar, é preciso investir em estratégias que mapeie e responda as principais dúvidas do leitor.

Por si só, a produção de conteúdo pode não ser efetiva. Estude sobre SEO, tipos de linguagem, de conteúdo, persona e estratégias que ajudem a adequar seu conteúdo e entender o público.

Se você é advogado e ainda não produz conteúdo, comece agora mesmo!


Advocacia 4.0

Segundo dados da AB2L (Associação Brasileira de Lawtechs e Legaltechs), cresceu o número de empresas de tecnologia que passaram a fornecer serviços para o mercado jurídico. Claro que, com o avanço da tecnologia e com toda essa transformação digital, isso seria inevitável. Mas, você sabe como adaptar seu escritório à Advocacia 4.0?


Primeiro, invista na utilização de tecnologias para gerenciar suas atividades do escritório. Isso inclui deixar de lado as planilhas e buscar por soluções automáticas, como agendas automatizadas e gerenciador de contatos, hoje em dia oferecidos por softwares jurídicos.


Depois, é importantíssimo entender os dados. Analisar dados tem se tornado cada vez mais importante, isso porque com a análise deles, é possível identificar problemas de gestão e acompanhar o crescimento do seu escritório. Um advogado precisa entender os números.

Outro ponto importante é entender as necessidades do seu cliente. Planejar ações sem traçar o perfil do cliente é um erro. Foque em resolver as necessidades dele. Isso inclui temas como marketing de conteúdo jurídico e definição de persona, e ainda toda a adaptação do modelo de gestão do seu escritório.


Áreas em alta em 2019

Se você clicou neste artigo, esperou por esse momento, acertei?

Não há como fazer previsões, mas analisando alguns acontecimentos, é possível criar expectativas em algumas áreas do direito para especialização. Confira algumas tendências.


Trabalhista: com a reforma trabalhista, é bem provável que o ramo cresça. Muitas dúvidas virão, e principalmente, processos sobre as novas mudanças.

Previdenciário: com a possível aprovação, a reforma previdenciária tem trazido jovens advogados para especializar-se na área. Ocorre o mesmo caso na área trabalhista.

Direito Digital: Várias ocorrências já apareceram na internet, e mesmo com nova era digital, ainda há poucos especialistas na área.

Compliance: Uma das áreas mais promissoras em 2019. Isso pois, trouxe soluções que tem ajudado empresas a evitarem muitos problemas de inconformidade.

O ano só está começando, ainda dá tempo de criar seu plano de gestão profissional. Aposte nas tendências para 2019 e comece a planejar-se!

Por Juliana Jennifer

categoria:

0 comentários

-------------------------------------------------------------------------
É um prazer receber seu comentário e ter sua participação.
Repasse a seus amigos e convide-os a opinar também.