Sanduíche Bauru é considerado Patrimônio Imaterial do Estado de São Paulo

Postado em 22 de janeiro de 2019 \ 0 comentários

O sanduíche bauru agora é considerado como Patrimônio Imaterial do Estado de São Paulo. O título foi chancelado pela lei 16.914/18. Patrimônio imaterial é aquele que passa de geração em geração, constantemente recriado pelas comunidades e grupos.

História

A história do sanduíche vem de longa data, mais especificamente de 1937. O estudante de Direito do Largo de São Francisco, Casemiro Pinto Neto, frequentava o restaurante Ponto Chic, em São Paulo.

Um dia, Casemiro, insatisfeito com o cardápio, resolveu criar seu próprio lanche e pediu que o lanche contivesse os seguintes ingredientes:




A invenção fez tanto sucesso que os amigos passaram a pedir o sanduíche do "Bauru", como Casimiro era conhecido, por causa de sua cidade natal.

Em 1998, foi publicada uma lei municipal de Bauru autorizando o poder Executivo a tomar as medidas necessárias para o registro do Sanduíche Bauru. A norma especifica detalhadamente os ingredientes e modo de preparo do sanduíche e registra o Ponto Chic, em SP, e o Skinão, em Bauru, como locais que preservam a história do lanche. O inventor do Bauru morreu em 2 de dezembro de 1983, em consequência de problemas de saúde.

categoria:

0 comentários

-------------------------------------------------------------------------
É um prazer receber seu comentário e ter sua participação.
Repasse a seus amigos e convide-os a opinar também.