'Cansado de tomar chá de banco': advogado pede ao CNJ ponto eletrônico para juízes

Postado por: EditorNJ \ 14 de fevereiro de 2019 \ 3 comentários

O advogado João Paulo Pellegrini, de Sorocaba, pediu ao CNJ que implemente ponto eletrônico para juízes.

Pellegrini afirma que está "cansado de tomar chá de banco", e que há 15 anos "sempre tem dificuldade de acesso aos magistrados, seja por esses não quererem atender advogados, seja porque os mesmos não estão presentes, nas Varas onde deveriam laborar, em dias em que não há audiência pautada".

Ele culpa uma minoria da classe de magistrados "que utiliza mal o tempo, ou estaria no momento de aposentar e não abdica da carreira, por simples apego ao Poder".

*CNJ avaliará pedido para controlar frequência de magistrados

Fonte: Época

categoria:

3 comentários:

  1. Se os demais servidores são sujeitos a controle de jornada, porque não seriam os magistrados?

    ResponderExcluir
  2. O CNJ deveria retirar Juízes de funções administrativas e colocá-los para exercerem a jurisdição. Há juiz que deixar de julgar processos para ser Diretor de Juizado, "secretário" de desembargador, "oficce boy" de membro do CNJ...e quem leva prejuízo é o jurisdicionado e seus procuradores! Juiz tem é que julgar e função administrativa tem que ser feita por servidor público com formação para tal!

    ResponderExcluir
  3. Juiz nunca irá bayer ponto! Bem como, recebe por função, para estar fora da sua atividade, mas isso não mudará!!!!!

    ResponderExcluir

-------------------------------------------------------------------------
É um prazer receber seu comentário e ter sua participação.
Repasse a seus amigos e convide-os a opinar também.