Advogada que usou de manobras processuais é condenada a indenizar ex-funcionário

Postado em 13 de maio de 2019 \ 1 comentários


A advogada Karla Vanessa Rosa foi condenada, no último dia 08 de maio de 2018, pelo juiz Everaldo dos Santos Nascimento Filho, da Vara do Trabalho de São Miguel do Guaporé, a pagar direitos trabalhistas a um ex-funcionário por nome de Sidnei Albertoni, nos autos 000005.57.2019.5.14.0061, que não é segredo de justiça.

A condenação foi de 7.000,00 (sete mil reais). Além da reclamada, mais duas pessoas foram também condenadas a pagar o mesmo valor ao reclamante. Trata do advogado Dr. Juraci Marques e Ivanildo Lume, este último condenado pela justiça comum da mesma cidade à pena 04 (quatro) e sete (meses) de prisão por fraudar documentos previdenciários e se passar por advogado conhecido 171 (estelionatário).

Na audiência de conciliação na justiça do trabalho, no dia 07 de março de 2019, a advogada compareceu ao ato, porém não havia notificada (citada) para a solenidade inaugural. Porém, o juízo percebendo a manobra da advogada Carla porque afirmou em audiência que há processos contra ela na Justiça Federal. Na sentença, o magistrado determinou remessa integral deste processo trabalhista a conhecimento da Polícia Federal, Ministério Público Federal e a OAB em Porto Velho.

Se a PF e MPF entenderem que a advogada esteja ocultando seu endereço para acompanhar todos os atos processuais em curso contra ela na Justiça Federal em Ji-Paraná, é possível que as autoridades podem até requerer a prisão preventiva da causídica para evitar uma possível fuga eminente.

Fonte: planetafolha

categoria:

Um comentário:

  1. Po... tá mal escrito demais esse artigo. Mal da pra entender do que se trata, real mesmo!

    ResponderExcluir

-------------------------------------------------------------------------
É um prazer receber seu comentário e ter sua participação.
Repasse a seus amigos e convide-os a opinar também.