Presidente da OAB chama advogados de “filhas da p…” e membro da OAB-PR pede sua cassação

Postado em 24 de maio de 2019 \ 2 comentários

O presidente da OAB, Felipe Santa Cruz ofendeu uma série de advogados que questionaram um evento sobre “fake news” divulgado por ele no Twitter.

Ao bater boca com os críticos, Felipe afirmou: “Pelo menos eu sei quem é meu pai. Os filhos da puta não costumam saber…”

Uma das advogadas presentes na discussão, Flavia Ferronato, replicou: “Algum problema com putas? Alguma espécie de preconceito?”

O presidente da OAB – cujo escritório recebeu R$ 1,26 milhão da Petrobras sem licitação – retrucou Flávia: “Desculpa se ofendi sua profissão”. No que Flávia respondeu: “Se ser advogada é ser puta, muito prazer…”

As mensagens foram apagadas por Felipe Santa Cruz, mas o santo print sempre salva:



Felipe Santa Cruz admitiu as mensagens e afirmou: “me excedi e usei termos que não devem fazer parte de qualquer debate. (…) Peço desculpas a todos. Lamento o uso das redes sociais para esse fim e apaguei as declarações”.

Pedido de cassação

O advogado Pierre Lourenço da Silva, membro da Comissão de Defesa dos Honorários Advocatícios da OAB Paraná, protocolou representação no Conselho Federal da OAB contra o presidente da entidade, Felipe Santa Cruz, por quebra de decoro por ofender vários advogados na rede social.

A representação pede o afastamento imediato do cargo com base no artigo 70, parágrafo 3º, da Lei 8.906/94, bem como a cassação de seu mandato de presidente da OAB ao final do processo.



Fonte: http://www.caneta.org

categoria:

2 comentários:

  1. Tem que ser imediatamente afastado. Este senhor não detém condições morais de representar a categoria. É uma DESONRA à OAB tê-lo como presidente.
    Espero que não sejam omissos e corporativistas na apreciação do pedido e o afastem, liminarmente.
    Ele não me representa.

    ResponderExcluir
  2. Gelcinéa Escala24 de maio de 2019 16:31

    Este senhor nunca me representou, tampouco agora! Seu afastamento é urgente. Sua conduta não seria admissível, ainda que fosse apenas uma discussão entre colegas, sobretudo por ser ele alguém que ocupa o maior espaço destinado, entre outros, à manutenção das prerrogativas do advogado.
    Lamentável e revoltante!

    ResponderExcluir

-------------------------------------------------------------------------
É um prazer receber seu comentário e ter sua participação.
Repasse a seus amigos e convide-os a opinar também.