Juíza Gabriela Hardt afirma que teve celular invadido por hacker

Postado em 13 de junho de 2019 \ 2 comentários

A juíza substituta da operação Lava Jato Gabriela Hardt, da 13ª vara da Justiça Federal de Curitiba/PR, confirmou que seu Telegram foi invadido. Segundo nota da JF/PR, a invasão aconteceu na mesma época e, aparentemente, pela mesma pessoa/grupo que invadiu os aparelhos dos procuradores da força-tarefa.

De acordo com o comunicado, a juíza não verificou que informações pessoais sensíveis tenham sido expostas e espera que o Judiciário adote medidas firmes para repelir tais condutas.

Veja a íntegra da nota.

____________
A Juíza Federal Substituta Gabriela Hardt confirma que seu telegram foi invadido na mesma época e aparentemente pela mesma pessoa/grupo que invadiu os aparelhos dos procuradores. O fato foi imediatamente comunicado à Polícia Federal. A juíza não verificou informações pessoais sensíveis que tenham sido expostas e entende que a invasão de aparelhos de autoridades públicas é um fato grave que atenta contra a segurança de Estado e merece das autoridades brasileiras uma resposta firme. Da mesma forma, a juíza federal espera que o Poder Judiciário, do qual faz parte, perceba tal gravidade e adote medidas firmes para repelir tais condutas.

Fonte: Migalhas

categoria:

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Talvez tenha sido ele a copiar e colar a sentença, mas ela a esquecer de apagar apartamento e inserir sítio.

    ResponderExcluir

-------------------------------------------------------------------------
É um prazer receber seu comentário e ter sua participação.
Repasse a seus amigos e convide-os a opinar também.