MPF/DF e partido buscam impedir nomeação de Eduardo Bolsonaro para embaixada nos EUA

Partido ajuizou ação no STF e parquet propôs ação civil pública na JF para barrar a indicação.

12/08/2019 13h04

Na última sexta-feira, 9, o partido Cidadania pediu que o STF barre a indicação do deputado Federal Eduardo Bolsonaro para o cargo de embaixador do Brasil nos Estados Unidos. A legenda não é a única a ser contra a indicação. O MPF/DF ajuizou ação civil pública na JF para barrar a indicação.

Cidadania

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

Em MS coletivo preventivo impetrado no STF, o partido Cidadania argumentou que a possível indicação para chefe de missão diplomática nos EUA por Eduardo Bolsonaro seria flagrante violação à súmula vinculante 13, “pois se trataria de evidente nepotismo”.

Para a legenda, quando se compara Eduardo Bolsonaro com embaixadores brasileiros em Washington desde 1988 até 2019 fica evidente a “patente inexperiência e ausência de qualificação profissional” para o cargo por parte do filho de Bolsonaro. “Antes do desafio de assumir a embaixada do Brasil, os anteriores ocupantes do cargo exerciam funções relacionadas à diplomacia há anos”, afirmou o partido.

Assim, a legenda pediu liminarmente que Bolsonaro se abstenha de indicar e encaminhar para apreciação do Senado o nome de Eduardo Bolsonaro para a embaixada.

Fonte: Migalhas

Anuncie na Nação Jurírica

Faça com que sua marca seja vista por toda a nossa Nação!