Advogado, seja foda! O mercado jurídico está saturado de advogado meia boca!

07/10/2019 16h17

Ser “nota 7” não te fará fechar contratos grandiosos, muito menos adquirir a tão almejada autoridade profissional. A advocacia não está saturada, talvez esteja saturada de advogado meia boca (clientes também estão saturados desse tipo de advogado).

Frente a isso, resolvi traçar alguns pontos que apliquei a mim mesmo, espero que te ajude:

1. Coloque um basta em sua própria mediocridade: não seja médio, não se contente com o “mais ou menos” que toma conta da sua vida. Diga para si mesmo: “agora chega!” e comece um novo caminho;

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

2. Não viaje e mão na massa: só tomar a decisão não muda nada, trace um plano executável e tenha a consciência de que será preciso muito trabalho, esforço, paciência e dedicação. Processos evolutivos demandam tudo isso, não há nada mais ineficaz do que ser um decidido inerte (ou que desiste frente à primeira adversidade);

3. Afaste-se dos médios e aproxime-se de suas referências: troque suas companhias, dedique-se no networking sério, aprenda ajudando (lucro nem sempre é financeiro). Faça cursos, conheça como pensam e como agem aqueles que já chegaram ao topo. Leões não caminham em meio à hienas.

4. Comprometimento e humanismo: sem compromisso absoluto, seja com seu cliente ou com os seus objetivos, você não irá muito longe. Lembre-se que a advocacia é uma ciência humana, envolve vidas, pessoas, paixões, medos. Saiba “jogar” esse jogo com estratégia e respeito ao ser humano (sempre!). Humanizar todos os seus tratos é questão de sobrevivência e de caráter, bem como requisito fundamental ao sucesso no mundo jurídico. Vá correndo buscar o sucesso que lhe pertence! Se precisar, estarei aqui.

João Ricardo Batista
Advogado criminalista

Fonte: Canal Ciências Criminais

Anuncie na Nação Jurírica

Faça com que sua marca seja vista por toda a nossa Nação!