Juiz que perguntou a vítima de estupro por que não fechou as pernas é destituído

01/06/2020 08h38

Um juiz de Nova Jersey (EUA) perdeu a licença no estado após uma série de denúncias de má conduta em julgamentos. Em um dos casos, em 2018, John F. Russo Jr., de 57 anos, perguntou a uma vítima de estupro se ela tinha tentado evitar a violência sexual e "fechado as pernas" e "bloqueado acesso às suas partes íntimas".

"Bloqueou suas partes íntimas? Fechou as pernas? Chamou a polícia? Fez alguma dessas coisas?", perguntou o juiz à vítima de violência sexual cometida pelo ex-marido, que, segundo ela, ameaça incendiar a casa em que morava com a filha de 5 anos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

A decisão unânime da Suprema Corte estadual foi anunciada na terça-feira (26/5) pelo chefe da Justiça em Nova Jersey, Stuart Rabner. O juiz, que era lotado no condado de Ocean desde 2015, não poderá presidir qualquer julgamento no estado, contou o "USA Today".

"Sua conduta violou a confiança do público", disse Rabner em seu pronunciamento. "Seu padrão de má conduta e comportamento antiético não só prejudicou a integridade de diferentes processos judiciais, como também prejudicou a sua integridade e a do Judiciário. Seu comportamento geral reflete uma falta de probidade e aptidão para servir como juiz", acrescentou.

Fonte: extra.globo.com

Anuncie na Nação Jurídica

Faça com que sua marca seja vista por toda a nossa Nação!