Cliente que chegou ao destino com quase 20 horas de atraso será indenizada em R$ 4 mil

25/06/2020 10h07

A Azul Linhas Aéreas foi novamente alvo de processo movido por uma cliente, após atraso em voo do Rio de Janeiro a Londrina.

A sentença da juíza leiga Maria José Soares da Silva foi publicada hoje, em processo do 4º Juizado Especial Cível.

De acordo com o documento, durante o trajeto a mulher faria uma conexão em Campinas-SP, antes de aterrissar em solo paranaense. Contudo, a partida no Rio de Janeiro atrasou e a passageira perdeu a conexão na cidade paulista.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

A Azul alegou condições climáticas como motivo de atraso do voo. A mulher foi realocada em outro voo no dia seguinte e chegou ao destino com aproximadamente 20 horas de atraso.

A cliente disse que acabou perdendo compromissos profissionais importantes agendados e programados com antecedência.

Apesar da defesa apresentada pela companhia aérea, a Justiça entendeu que houve falha na prestação de serviço.

Por fim, a Azul foi condenada ao pagamento de R$ 4 mil a título de danos morais.

Cabe recurso da decisão.

Por Paulo Eduardo

Fonte: cgn.inf.br

Anuncie na Nação Jurídica

Faça com que sua marca seja vista por toda a nossa Nação!