Adolescente que matou amiga em Cuiabá pega 3 anos de internação

Conforme a decisão, a adolescente responderá por ato infracional análogo ao crime de homicídio doloso e qualificado

21/01/2021 09h33

 (crédito: Divulgação)

A adolescente de 15 anos que atirou e matou Isabele Ramos Guimarães, de 14 anos, em um condomínio de luxo em Cuiabá (MT), foi internada, nesta terça-feira (19/1), a mando da Justiça. A garota foi condenada, inicialmente, à pena máxima de reclusão em regime socioeducativo: três anos. A penalidade, contudo, pode ser revista e atualizada a cada seis meses. 

A decisão é da juíza Cristiane Padim da 2ª Vara Especializada da Infância e Juventude de Cuiabá. A adolescente foi punida por ato infracional análogo ao crime de homicídio doloso — quando há intenção de matar — e qualificado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

Isabele foi morta com um tiro na cabeça em 12 de julho. Em 12 de agosto, o laudo da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) apontou que a pessoa que matou Isabele estava com a arma apontada para o rosto da vítima, a uma distância que pode variar entre 20 e 30 cm, e a 1,44 m de altura.

A jovem que efetuou o disparo chegou a ser apreendida dois meses após o crime, mas foi solta oito horas após a internação.

Relembre o caso
A adolescente Isabele Guimarães Ramos, de 14 anos, morreu com um tiro na cabeça. A amiga dela, à época, também adolescente de 14 anos, e praticante de tiro esportivo, assumiu ter feito o disparo, mas alegou que foi acidental. No depoimento dela, ela alega que se desequilibrou e arma disparou. Durante a investigação, indícios de que a cena do crime foi alterada antes da chegada da polícia, alertaram os investigadores para um possível crime.

Fonte: Correio Braziliense

Anuncie na Nação Jurídica

Faça com que sua marca seja vista por toda a nossa Nação!