Agnaldo Timóteo deixou metade da herança de R$ 16 milhões para filha de criação; irmãos querem anular

08/06/2021 12h37

Agnaldo Timóteo deixou em testamento, um mês antes de falecer, aos 84 anos, como deverá ser partilhada a sua herança. No documento consta que metade do patrimônio do artista, avaliado em R$ 16 milhões, é destinado para a filha de criação Keyty Evelyn, de 14 anos. O cantor criava a menina desde seus 2 anos. O restante da fortuna está a ser dividido para dois afilhados (cada um com direito a 10%) e dois irmãos (15% para cada).

Os irmãos de Agnaldo Timóteo, no entanto, querem a anulação do testamento, de acordo com informação publicada pelo Extra. Eles alegam que o cantor estava confuso à época em que fez a partilha dos bens. Ruthinete, irmã dele, teria, inclusive, apresentado uma declaração médica de que o cantor estava desorientado, sem ter como responder pelos atos. Pediu para ser nomeada inventariante, o que a Justiça negou.

Entre os bens deixados por Agnaldo Timóteo estão uma casa na Barra da Tijuca e um apartamento em Vila Valqueire, ambos no Rio de Janeiro, além de um imóvel em São Paulo, uma sala comercial em Copacabana, carros e direitos autorais.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

Processo de adoção
O inventariante é o advogado Sidney Lobo Pedroso, nomeado por Agnaldo Timóteo, de quem era amigo havia 45 anos. A Pedroso, o cantor pediu, no fim de 2020, depois de sofrer um AVC, que desse entrada no processo de adoção de Keyty Evelyn, o que ocorreu em janeiro, mas não a tempo de ser concluído até o falecimento do artista devido à covid-19.

O advogado, possui um vídeo em que Agnaldo Timóteo diz: “Dr. Sidney, essas fotos que eu mandei para você são da minha filha, que eu adoro desde março de 2008, quando a conheci, na porta do meu gabinete, ao lado da mãe, quando eu era vereador em São Paulo. Preciso legalizá-la para que ela seja Keyty Evelyn Timóteo. Ela já tem um documento como minha herdeira, mas quero que ela seja minha filha oficial. Gostaria que você providenciasse tudo. Ela é a razão da minha vida”.

Como inventariante, o advogado é também tutor da adolescente, a quem deve cuidar até os 18 anos.

Irmãos de Agnaldo Timóteo não aceitavam filha de criação dele
Timotinho, sobrinho e ex-assessor de Agnaldo Timóteo, contou ao Extra que a menina nunca foi aceita pelos irmãos do cantor. Uma amiga do artista relatou que Ruthinete, após a morte do irmão, chegou a dizer: “A Keity tinha vindo do lixo, e pro lixo vai voltar”. Notícia de 2019 falava que os familiares de Agnaldo Timóteo estavam proibindo a menina de ver o cantor.

Fonte: UOL

Anuncie na Nação Jurídica

Faça com que sua marca seja vista por toda a nossa Nação!